terça-feira, 2 de março de 2021

Advogado aciona STF para liberar cocaína no tratamento da Covid-19

 

Um advogado da cidade de Manaus, identificado como Álcio Luiz Pessoa, representante da Escola de Humanismo Científico, protocolou na segunda-feira (1º) uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a liberação da cocaína como uma forma de tratamento para casos da Covid-19.

No pedido, o advogado argumenta que a cocaína e a maconha são drogas consideradas “artesanais” e que , por isso, ajudariam a tratar pacientes infectados. Ele sugere que a substância deve ser injetada no corpo do paciente e argumenta também que o vírus é uma “fraude dos laboratórios de química inorgânica contra a química natural”.

“O ‘epadu’ que é uma mistura da maconha com a pasta de coca, também chamado de ‘baseado’, já era conhecido pelos colonizadores da Amazônia e dos Andes. O comércio dos índios amazônicos com os andinos era feito na base do escambo. Esse costume dos índios e caboclos da Amazônia, lhes dava um grande vigor físico, para enfrentarem as intempéries, os mosquitos da malária, o carapanã, a mutuca, o pium e o meruin.”, diz trecho do documento. 

(Via: Ministerio de Gobierno Ecuador)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em maio

  Trabalhadores informais nascidos em maio começam a receber hoje (15) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$...