.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Entre 2008 e 2016, a LEI SECA teria evitado a morte de quase 41 mil pessoas, aponta pesquisa

Lei Seca passa, cada vez mais, a ser utilizada de forma mais ampla e articulada pelo
 poder público (Fabio Pozzebom/Agência Brasil)

“Se beber, não dirija”. A frase, usada frequentemente em campanhas publicitárias na televisão e no rádio, faz parte do cotidiano do brasileiro há mais 10 anos. Em alguns estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul, ela obrigatoriamente deve ser impressa em cardápios de bares e restaurantes.
Embora campanhas embasadas nessa frase já fossem realizadas desde o fim dos anos 1990, é com a aprovação da Lei Seca, em 2008, há exatos 10 anos, que ela passa a ser utilizada de forma mais ampla e articulada pelo poder público e organizações da sociedade civil, tornando-a cada vez mais familiar para a população.
A nova legislação trouxe modificações importantes no Código de Trânsito. De lá pra cá, especialistas celebram dados positivos, mas também levantam questões que consideram relevantes para aprimorar o quadro.
Um estudo – conduzido pelo Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES) e divulgado no ano passado – aponta que, entre 2008 e 2016, a Lei Seca teria evitado a morte de quase 41 mil pessoas.
Comparativamente, equivale a evitar a queda de mais de 80 aviões Boeings 747. “Agregando o valor estatístico da vida, corrigido para 2016 pelo IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna), a economia brasileira teria evitado uma perda de produto de R$ 74,5 bilhões a preços de 2016”, registra o estudo.
O levantamento tomou como base estatísticas do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele mostrou ainda que, embora tenha havido aumento de 7% no número de acidentes em 2016 na comparação com 2013, houve 35 mil mortes a menos.
Segundo o levantamento, os óbitos se mantêm estáveis com tendência de queda desde 2008, o que sugere a ocorrência de acidentes menos graves a partir da aprovação da Lei Seca.
Segundo o CPES, os acidentes de trânsito são apontados como um das principais causas de invalidez e mortes precoces no Brasil, e a Lei Seca surgiu da necessidade de impor penalidades mais severas para as infrações no trânsito com o intuito de dar respostas a esses índices.
Ela não teria apenas ampliado o rigor da legislação, mas também estimulado o debate. “Pelo lado da sociedade civil, surgiram campanhas de educação na mídia, escolas e empresas”, aponta a pesquisa.
O levantamento do CPES é citado no livro Lei Seca, 10 Anos – A Lei da Vida, lançado ontem (18), em cerimônia no Rio de Janeiro pelo deputado federal Hugo Leal (PSD), autor do projeto aprovado em 2008.
A obra narra a trajetória dos 10 anos, passando pelas discussões sobre a legislação, construção do conceito de alcoolemia zero, desdobramento, modificações e interpretações no Poder Judiciário.
Para o deputado, a principal preocupação é garantir a efetiva fiscalização. “Não adianta ampliar a punição e não punir. A suspensão da CNH [Carteira Nacional de Habilitação] por um ano é uma realidade, mas os estados estão cumprindo? É importante que as pessoas tenham a percepção de que a lei é aplicada. Aí, sim, haverá impactos. Se demorar muito, a aplicação da punição pode não ter o efeito que a gente deseja. Temos números relevantes sobre o impacto da lei, mas ainda não é aquém do cenário que nós queremos”.
Ele avalia, porém, que a digitalização e a tecnologia já estão contribuindo para uma maior agilidade.

Mudanças

Antes da Lei Seca, o Código de Trânsito em vigor, aprovado em 1997, já limitava a ingestão até seis decigramas de álcool por litro de sangue. A legislação de 2008 tolerava o limite de 0,1 miligrama por litro (mg/l). Ela fixou punições que envolvem multas elevadas, perda da habilitação e recolhimento do veículo. No caso de acidentes com vítimas, o responsável deve responder a processo penal. Em 2012, uma modificação estabeleceria a infração a partir de 0,5 mg/l. Uma nova alteração em 2016 também intensificaria o rigor fixando a alcoolemia zero.
“Diversas pesquisas mostraram que, mesmo em pequenas quantidades, o reflexo fica comprometido”, defende Deborah Malta , professora da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ela é uma das envolvidas na Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), coordenada pelo Ministério da Saúde, que trata a questão do ponto de vista da saúde pública.
Um dado deste estudo que chama atenção é que o número de homens que assumem beber e dirigir é bem superior ao de mulheres. Considerando os dados de 2017 coletados em 27 capitais, 11,7% da população masculina afirmam cometer a infração, contra apenas 2,5% da população feminina. A discrepância observada no recorte de gênero também salta aos olhos no estudo do CPES. Desde 2012, mais de 82% dos acidentados no trânsito e mais de 77 % dos mortos foram do sexo masculino.
Para Débora, o principal desafio é reduzir disparidades na aplicação da lei, já que é nítida a diferença quando se comparam capitais. “Há cidades que fazem mais blitz do que outras. Cuiabá, Goiânia, Teresina, Palmas e São Luís são algumas capitais onde os dados revelam que a legislação teve menos impacto”.
Além disso, ela avalia que, mesmo onde as ações são mais intensificadas, poderiam ter um salto de qualidade se a ação foram mais articulada para envolver os variados órgãos públicos. Outra observação da pesquisadora é que, em cidades pequenas, a fiscalização acaba ficando sob responsabilidade exclusiva do governo estadual e na prática não acontece.
O deputado Hugo Leal reconhece a falta de uniformidade na aplicação da lei em todo o país. “O Rio, por exemplo, optou por fazer uma política pública de fiscalização e obviamente tem um impacto. Começou em 2009, um ano depois que a legislação entrou em vigor”. Ele faz referência à Operação Lei Seca que, segundo dados do governo estadual, realizou mais de 20 mil blitzes desde março de 2009.
Dados do estado de São Paulo mostram que as ações vêm se intensificando a cada ano. O número de multas mais que quadruplicou, saltando de 11,7 mil em 2008 para 45 mil em 2016. “A Câmara aprovou, no fim do ano passado, o Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito (Pnatrans). É um instrumento que será importante. A partir dele, poderemos cobrar os estados, ver se eles estão cumprindo a legislação e reduzindo seus índices”, acrescenta Hugo Leal.

Rigor

Também em 2016, ficou determinado que a recusa ao teste do bafômetro é infração gravíssima, além da suspensão do direito de dirigir. Além disso, foi ampliada a pena prevista ao motorista causador da morte ou de lesão corporal: passou para cinco a oito anos de reclusão.
Para o professor de direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Maurício Mota, o grande mérito da lei foi criar um ambiente onde as pessoas estão tendo mais responsabilidade.
Ele, no entanto, sente falta de mais campanhas educativas e se preocupa com o peso dado à multa, o que poderia produzir injustiça na tentativa de ser pedagógico.
“Uma multa acima de R$ 2 mil pode ser algo muito excessivo. Há pessoas que não têm condições de arcar (…) A eficácia da lei não se dá só com repressão. Ela se dá com a constância da aplicação da lei”
Maurício acredita que o desafio é pensar a aplicação da lei com garantia de direitos e cita o exemplo do bafômetro, lembrando que a Constituição determina que ninguém é obrigado a produzir prova contra si mesmo. No entanto, com as mudanças implementadas em 2016, a detenção pode ocorrer quando a capacidade psicomotora alterada por influência de álcool for comprovada também por testemunhas e até vídeos.
Outra questão que gera debate é a quantidade de recursos possíveis. Da primeira notificação até a punição de fato, são seis possibilidades de manifestação do suposto infrator.
Na visão de Maurício Mota, o volume pode ser excessivo. Para ele, a preocupação maior deveria ser outra.
“Esses recursos na esfera administrativa nem sempre têm demonstrado efetividade. Isto é, levar os argumentos do suposto infrator a sério. Não é só uma questão do numero de níveis e instâncias. É garantir o direito à defesa. Permitir a verificação dos argumentos de forma a transmitir confiança à população. Não pode ser algo apenas protocolar, pois isso, influencia a percepção da população sobre a qualidade da lei”.

Fonte: Agência Brasil

Segunda Turma do STF julga nesta terça-feira (26) pedido de liberdade de Lula


O presidente da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, confirmou para a próxima terça-feira (26) o julgamento de um pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Trata-se de um pedido de efeito suspensivo da execução da pena, que pode deixar o ex-presidente aguardar em liberdade enquanto os recursos são julgados nas instâncias superiores. A defesa também quer que seja suspensa a inelegibilidade gerada com a condenação na segunda instância da Justiça.
Na semana passada, o relator da Lava Jato, ministro Luiz Edson Fachin, indicou o caso para julgamento no dia 26, mas a confirmação da data ainda dependia de Lewandowski.
Condenado a 12 anos e 1 mês, em regime inicialmente fechado, Lula está preso desde abril na Polícia Federal em Curitiba (PR). Ele foi condenado, em segunda instância, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
A prisão foi decretada porque, no entendimento do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), o presidente recebeu da OAS um triplex em Guarujá (SP) em retribuição a contratos firmados pela construtora com a Petrobras.
Desde o começo das investigações, Lula nega a acusação, afirmando que o imóvel não é dele e que ele não praticou crimes. A defesa do ex-presidente também afirma que a acusação do Ministério Público não apresentou provas.

Fonte: G1


O próximo pode ser você: Operação Lei Seca já emitiu quase 42 mil multas por alcoolemia em Pernambuco em dez anos


A Operação Lei Seca faz dez anos nesta terça-feira (19) e em Pernambuco, desde que foi implantada, já expediu quase 42 mil multas por alcoolemia no estado. A ação está sob a coordenação da Secretaria Estadual de Saúde (SES) desde o dia 1º de dezembro de 2011 e tornou-se uma das mais bem sucedidas políticas públicas de redução de acidentes de trânsito por embriaguez do país.
Com foco na prevenção e no enfrentamento aos acidentes de transporte terrestre, considerado uma epidemia mundial, o programa traz a educação e a orientação aos condutores, por meio de deficientes vitimados pela combinação de álcool e trânsito, como um eixo principal, além da fiscalização diária realizada por nove equipes que atuam de forma permanente em todo o Estado.

Fonte: Diário de Peranmbuco

PEC que inclui guardas municipais no sistema de segurança pública estadual é aprovada na Assembleia

Com 32 votos a favor e nenhum contrário, foi acatada em Primeira Discussão, nesta terça (19), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 07/2016. De autoria do deputado Joel da Harpa (PP), o texto altera a Carta Magna do Estado e insere a categoria dos guardas municipais no sistema de segurança pública do Estado. De acordo com a justificativa da matéria, o dispositivo é similar ao que consta no capítulo sobre segurança pública da Constituição Federal e também atende ao Estatuto Geral das Guardas Municipais (Lei Federal nº 13.022/2014).
O tema foi abordado no Grande Expediente pelo deputado Odacy Amorim (PT), que apoiou a proposição. O parlamentar relembrou parceria entre a instituição e as polícias Civil e Militar, iniciada em Petrolina (Sertão), na época em que foi prefeito do município. “A prefeitura fornecia viaturas e fazia o monitoramento eletrônico. Para isso, a Guarda Municipal tinha papel estratégico”, contou. “Conseguimos zerar as ocorrências de roubo no centro da cidade.”
O petista também comentou que foram realizados cursos de capacitação com apoio das polícias Federal e Militar para armar a Guarda Municipal de Petrolina. “Desde então, a atuação dela só tem crescido. Na greve dos caminhoneiros, recentemente, prestou segurança aos transportes de combustíveis em articulação com a Polícia Rodoviária Federal”, disse. Segundo ele, os guardas ainda atuam em cumprimentos de mandados judiciais e na apreensão de pessoas e drogas ilícitas.
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão 

COMUNIDADE DE PIEDADE DAR SEU ÚLTIMO ADEUS A EX-PROFESSORA INÁCIA SOARES



"É com todo pesar que viemos trazer a triste notícia do falecimento da nossa querida Dona Inácia. Ela parte deixando-nos muitas lições de amor, amizade, profissionalismo, ética e humanidade.

As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre.

Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade."

A EPAC tem muito orgulho de sua contribuição e história deixada na comunidade, escola e em cada pessoa pela qual você ajudou.

Vai com Deus. 😭
Inácia Soares 👏👏

A família comunica aos amigos e parentes que seu sepultamento será hoje quinta-feira (21) ás 16:00 hs.
Desde já agradecem á todos que comparecerem a este ato de solidariedade. 

POSTO DE ATENDIMENTO DA CAIXA É ASSALTADO EM AFOGADOS (VEJA O VÍDEO)



O policiamento foi acionado pela central do 23º BPM, pois no Centro, Afogados da Ingazeira -PE, teria ocorrido um roubo. O efetivo ao chegar ao local foi informado pela vítima M. J. M. M., 23 anos, que um individuou a ameaçou mostrando uma arma de fogo, exigiu que ela entregasse o dinheiro do caixa. O elemento após a entrega do dinheiro, pegou uma bicicleta e tomou destino ignorado, levando a quantia de R$ 2.495,00(dois mil quatrocentos e noventa e cinco reais). O policiamento realizou diligências no intuito de localizar o imputado, porém sem êxito. A ocorrência foi passada a disposição da DP local para serem tomadas as medidas cabíveis.

Veja o vídeo:




EX PRESIDIÁRIO É DETIDO ACUSADO DE TRAFICO DE DROGAS EM SÃO JOSÉ DO EGITO


Após informações colhidas pele equipe Malhas da Lei e Policia Civil de São José do Egito, dando conta de que o acusado 01 J. D. de M. de B. L. 31 anos, ex presidiário, o qual já cumpriu pena por tráfico no município de Patos/PB, estaria mantendo intensa comercialização de drogas, no Bairro Planalto, na manhã desta quarta-feira (20). Em ação conjunta, os efetivos das referidas policias, realizaram diligências no endereço do acusado, cercando à casa do mesmo. O policiamento visualizou quando o acusado tentou fugir pelo muro, tendo se desfeito de uma quantia de aproximadamente de 150g (cento e cinquenta gramas) de uma substância prensada semelhante a maconha. A ação foi flagrada pelo policiamento que impediu que o acusado lograsse êxito na tentativa de fugir. Na residência também foi localizado e apreendido um caderno com anotações provavelmente oriundo do controle do comércio ilícito de drogas e um aparelho celular. O material apreendido, bem como o acusado foram apresentados a DP local, onde o mesmo foi autuado em flagrante delito.

JOVEM DE 23 ANOS É ASSASSINADO Á TIROS NA CIDADE DE TABIRA

Imagem via internet

Após solicitação do agente plantonista da DPC de Tabira/PE, informando que no Bairro da Jureminha Tabira – PE, tinha ocorrido um homicídio. Chegando ao local, o efetivo confirmou a veracidade do fato, encontrando a vítima R. Dos S. L., 23 anos, caída ao chão já sem vida, com 04(quatro) disparos arma de fogo, na face. Segunda as testemunhas, a vítima juntamente com elas deslocavam-se até o “Espetinho Farra Boa”, quando foram surpreendidos por 02 (dois) indivíduos, trajando jaquetas pretas e capacete, em uma motocicleta HONDA/CG/150, cor prata, tendo o garupa descido da referida motocicleta e efetuado os disparos de arma de fogo contra a vítima, fugindo após a prática do ato delituoso. Foram realizadas diligências no intuito de localizar os imputados porém sem êxito. A ocorrência foi repassada à DPC local para serem tomadas as medidas legais cabíveis.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

CASAS POPULARES DE TABIRA TEM QUE SER CONCLUÍDAS ATÉ 30 DE JULHO.

Imagem via internet

Assistente social da Construtora Maris realizará trabalho com beneficiários.
O Secretário de Obras de Tabira, Cláudio Alves, visitou a área onde estão sendo construídas as Casas Populares em Tabira, juntamente com a assistente social Nádia Araújo, da Construtora Maris, que é a empresa responsável pela obra.
A vinda de Nádia para Tabira se deu por conta de uma orientação da Caixa Econômica, que financia o projeto e sugere que um serviço seja desenvolvido com os beneficiários.

“Nós vamos trabalhar três eixos: de educação e meio ambiente, educação patrimonial, e de geração de renda. orientamos os beneficiários sobre o recebimento da casa, com o melhor uso, tanto do uso interno como o uso coletivo. A gente também trabalha alguma atividade que possa propiciar a eles uma renda. ”, disse a assistente social.

Segundo o secretário de obras Cláudio Alves, o recurso para a conclusão da obra já está em conta. O recurso é oriundo do Governo Federal, para a SEHAB junto com a Caixa Econômica administrarem. Os 46 imóveis precisam ser concluídos até o dia 30 de julho e entregues às famílias contempladas.

Por Nill JR.

ACOLHIMENTO DE RECURSO ESPECIAL TJPB PODE SALVAR VICE PREFEITO DE TABIRA NO TSE.

Imagem via internet

O vice-prefeito de Tabira, Zé Amaral, apresentou um trunfo que pode alterar o entendimento do próprio MPF acerca da ação que corre no TSE e deve ser apreciada em breve em que ele é acusado de ter sido registrado sem condições legais para tal, por cota da Lei da Fica Limpa.
Zé Amaral foi alvo de ação envolvendo Luiz Diniz Sobreira, então prefeito de Santa Cruz, na Paraíba, que, segundo a denúncia, em 2015 pagou dívidas por meio fraudulento, usando cheques da prefeitura em nome do vice-prefeito eleito de Tabira e de Francisco Fernandez Filho.

“Um cheque de R$ 2.500,00 foi emitido em nome de José Amaral Alves Morato e um de R$ 712,00 em nome de Francisco Fernandes Filho. Porém ambos os cheques foram depositados inexplicavelmente na conta de Expedito Lopes Filho, sem comprovação dos contratos firmados”.

Como Zé Amaral fora condenado por colegiado, o que já geraria nota de inelegibilidade, tendo seu registro feito depois da condenação e que, o mais importante, não haveria mais margem para recurso.

Mas o Desembargador Joás de Brito Pereira Filho admitiu o recurso especial interposto pela defesa de Amaral para que possa reverter a decisão do próprio TJPB.


O vice-procurador geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros opinou pela procedência da ação que pedia cassação do registro da chapa Zé Amaral e Sebastião Dias.
“Assim, diante do trânsito em julgado, em 26.8.2016, da decisão que o condenou à suspensão dos direitos políticos por seis anos, forçoso reconhecer que José do Amaral Alves Morato, vice-prefeito eleito no Município de Tabira/PE, não atende à condição de elegibilidade do inciso II do § 3º do art. 14 da Constituição Federal, por não estar no pleno exercício de seus direitos políticos” disse no início do mês.

Essa decisão contraria o parecer do MPF no recurso especial de expedição de diploma quando fala no trânsito e julgado na decisão. Com isso, ele consegue provar que o caso ainda não transitou em julgado. Essa informação agora deverá chegar ao MPF para reavaliar seu parecer. Advogados de Amaral dizem que com essa decisão, muito provavelmente, ele vá conseguir mante a chapa porque já foi julgada sua admissibilidade no registro de candidatura.

Por Nill JR.

CAMPANHA "FORÇA JUNHÃO" FILHO DE LUCIENE QUE TRABALHA NO CEMITÉRIO

O  nosso amigo César Júnior Lopes Leite, precisa fazer alguns exames com urgência, o mesmo já se encontra com o encaminhamento devido sua insuficiência cardíaca, sua mãe, a senhora Luciene (que trabalha no cemitério), veio através de nosso blog, solicitar apoio para que conseguíssemos o valor de R$ 250, o qual é o preço da consulta, a mesma ainda deve um valor de R$ 400 reais em farmácia que não estar em condições de pagar.
Pedimos e contamos mais uma vez com o apoio e a solidariedade do nosso povo, para ajudarmos mais um conterrâneo, com essa quantia de R$ 250 e de alimentos também.
Os mesmos moram na Rua Conceição Piancó, (rua do cemitério novo) N- 27.

Conta para doações:











Foto dos remédios que o mesmo precisa tomar.


Equipamento essencial remendado com bolsas


Itapetim: “hoje quarta-feira (20) será a grande final entre Refugo x Sport de São Vicente“

               
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Nesta segunda-feira (18) aconteceu no Ginásio de Esportes Miguel Arraes de Alencar a semi-final do Novo Futsal Itapetim 2018.
Este campeonato é um dos mais importantes da região, valorizando o esporte na vida dos jovens esportistas itapetinenses.
As partidas foram: Refugo 2 x 0 CRB 
                           Sport de São Vicente 3 x 1 Mucambo.
Hoje quarta-feira (20) será a grande final entre Refugo x Sport de São Vicente. A partir das 18h já tem jogo no Ginásio de Esportes.
                               A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

 Via: Marcelo Patriota

STTRANS divulga plano de mobilidade, e tarifas de taxi e mototaxis, para o melhor São João do Brasil

STTRANS

A Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Patos, irá trabalhar nesse período junino com um efetivo de (15) agentes de trânsito, por noite, para um trabalho diário operando com (04) viaturas e (03) motocicletas, distribuídos nos três turnos de plantões, de acordo com a demanda exigida pela programação do São João de Patos. 
De acordo com o Superintendente Cassius Bezerra, teremos a função principal de fiscalizar o cumprimento da oferta do serviço de taxis e mototaxis à população. 
“Nos reunimos com os presidentes dessas categorias e definimos um valor fixo tendo como início das corridas, saindo do centro da cidade. Os preços para os taxistas, ficaram definidas cinco tarifas, que variam de R$ 15,00 a 30,00. Já para os mototaxistas, ficaram três tarifas com os preços que variam de R$ 5,00 a 10,00”, falou o Superintendente Cassius Bezerra. 
Assim como em todos os anos, o serviço é muito utilizado pelos forrozeiros que chegam ao Terreiro do Forró. Contudo, foi notado nos últimos anos um grande aumento na procura por esse serviço, devido às operações “Lei Seca” do DETRAN/PB, fruto de uma conscientização maior da população durante o evento.
Cassius disse ainda que a princípio os agentes irão fazer a abordagem de forma educativa para depois passar para o auto de infração. 
Para qualquer informação a STTRANS disponibiliza o número da central de atendimento. (83) 3422-1019 ou pelo site www.patos.pb.gov.br/

Coordecom 

Fonte: Patos Oline

Mãe dá luz a lindas gêmeas, mas morre durante complicações no parto na cidade de Patos


Uma jovem de 23 anos, identificada como Aline Braga, natural da cidade de São José de Piranhas-PB, faleceu vítima de complicações pós-parto.

Segundo informações, a jovem que atualmente residia na cidade de Cajazeiras, estava grávida de gêmeas, a qual foi internada na Maternidade da cidade de Cajazeiras e devido a algumas complicações durante a gravidez foi transferida a cidade de Patos aonde deu a luz a duas lindas gêmeas.

Após sete dias do parto, Aline sofreu complicações vindo a óbito no Hospital Regional da cidade de Patos. O corpo da jovem foi transladado até Cajazeiras aonde foi sepultada sob forte comoção dos familiares e amigos.

As bebês encontram-se bem de saúde, lindas, mas, infelizmente, sem a mãe.

Vale salientar que Aline foi mais uma vítima de uma complicação durante a gravidez chamada de Eclampsia.

Veja do que se trata:

Eclampsia ou Eclâmpsianota, é uma séria complicação da gravidez e é caracterizada por convulsões. É um acidente agudo paroxístico da toxemia gravídica. Consiste em acessos repetidos de convulsões seguidas de um estado comatoso. As convulsões podem aparecer antes (3 últimos meses), durante ou depois do parto, embora já tenham sido registrados casos de eclampsia com somente 20 semanas de gravidez. É precedido pelo cortejo de sintomas que constituem o eclampsismo: aumento da albuminúria, cefaleias persistentes, hipertensão arterial, edemas, oligúria, vertigens, zumbidos, fadiga, sonolência e vômitos. (fonte Wikipédia)

Fonte folhadosertao com radarsertenejo

Aposentado é torturado e morto por asfixia em assalto na PB


Um aposentado de 79 anos foi assassinado em Remígio, no Agreste paraibano, ao ser amarrado, torturado e sufocado com um saco plástico na cabeça. Segundo a polícia, o crime ocorreu entre as 5h30 e 6h dessa segunda-feira (18). Três homens e uma mulher podem estar envolvidos no crime.
No local do crime, uma chácara localizada no bairro Baixa Verde, Zona Rural da cidade, também estavam a esposa e a filha do idoso. Elas relataram à polícia que os bandidos invadiram o local e anunciaram um assalto e além do aposentado, elas também foram amarradas durante a ação.
Os criminosos roubaram objetos pertencentes à família e também um carro, que foi abandonado numa localidade próxima, ainda em Remígio. De acordo com o delegado titular da 12ª Delegacia Seccional de Polícia em Esperança, Danillo Orengo, o crime durou de 30 a 40 minutos.
A polícia, que chegou a localização por volta das 7h30, ainda não prendeu nenhum suspeito. Sobre o decorrer da investigação, o delegado ainda enfatizou: “É importante que se ligue para o 197 sobre qualquer informação com relação a esse caso”, disse o delegado, ao reforçar a importância da população ligar para o Disque Denúncia e formular denúncias anônimas 

Fonte: Por Mayara Oliveira