.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Intervenção militar não é varinha mágica, diz general Mourão


Em Porto Alegre, general chamou campanha de caminhoneiros pela intervenção militar de “desserviço”


O general Hamilton Mourão, na reserva desde fevereiro deste ano, disse na manhã desta terça-feira 29, em Porto Alegre, que é contra a intervenção militar desejada por parte dos caminhoneiros que estão em greve desde a semana passada. Em entrevista exclusiva a VEJA (leia abaixo), Mourão disse que intervenção militar não é “solução imediata” e que não é “varinha de condão” que faz “plim, plim” e “está tudo resolvido”. “O país não tem que ser tutelado pelas Forças Armadas”, afirmou.
Mourão participou de almoço de militares da reserva no Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana. O general, que já chefiou o Comando Militar Sul (CMS), foi recebido com leitura de uma poesia, aplausos, pedido de autógrafo e fotografias. Ele aproveitou a ocasião para angariar apoio ao pré-candidato a deputado estadual tenente-coronel Luciano Zucco [ainda sem partido porque militares têm prazo diferenciado para filiação].
Zucco é um dos cerca de oitenta militares espalhados pelo país que vão disputar cargos nas eleições de outubro em uma “frente militar”. A frente conta com o general como divulgador das candidaturas. Recentemente, Mourão se filiou ao PRTB e apoia Jair Bolsonaro (PSL-RJ) à Presidência. Sua participação na chapa de Bolsonaro como vice não está descartada. “Caso ele opte que seria melhor me ter como vice, a gente está aberto a essa possibilidade”, disse à reportagem.
Embora rejeite a ideia dos caminhoneiros para uma intervenção militar, o general já se envolveu em polêmicas defendendo a medida anteriormente. Mourão também criticou o atual ministro da Segurança, Raul Jungmann, (“é incapaz de saber como se faz um plano”) e o presidente Michel Temer (“se for passar a mão em cima da cabeça de uma criança, a criança começa a chorar”).

Abaixo, a entrevista:

Havia a expectativa de que o senhor saísse candidato à Presidência da República após sua filiação ao PRTB. Como o senhor decidiu essa questão?

Deixei claro que não seria candidato. Considero que a candidatura do deputado Bolsonaro (PSL-RJ) é a candidatura que representa as ideias das quais comungo e bato por elas. Se eu fosse candidato, iria dividir. A pior coisa nesse momento é dividir o público que nós temos. Poderiam dizer ‘ah, mas por que o senhor não vai concorrer ao Senado, como deputado federal?’. Porque considero que o quadro político-partidário é muito fragmentado e o capital que eu tenho é o capital moral e não posso desperdiçar uma eleição dessa natureza.

Mas o senhor pode sair candidato a vice-presidente em uma chapa com Bolsonaro?

Hoje a ideia é que o Bolsonaro tenha um vice oriundo do meio político. Até pela questão das composições que ele tem que prosperar. Caso ele não consiga ou decida que seria melhor me ter como vice, a gente está aberto a essa possibilidade.

Então há chance de o senhor compor uma chapa com Bolsonaro?
Existe a possibilidade.

O senhor falou em capital moral. De que maneira o senhor pretende atuar na campanha eleitoral?

Estou assumindo o Clube Militar [do Rio de Janeiro], que não é uma instituição só social, muito pelo contrário. É um clube que participou intensamente da proclamação da República e tem uma história e uma tradição nas questões da nacionalidade. A partir daí, nossa ideia, com o grupo que tenho lá, é montar a plataforma de todos os nossos candidatos militares de forma que tenha uma estrutura coerente e que cada um deles vá adaptar ao local onde está concorrendo.

O senhor pode adiantar o conteúdo dessa plataforma? Quais são as ideias?

A plataforma vai tocar no combate à corrupção, nas reformas que têm que ser feitas para que o Estado efetivamente possa governar o país, para que o Estado tenha condições de se manter, para que o federalismo seja realmente implantado. A questão econômica, da disciplina fiscal. Também a questão de princípios, valores, tradições que estão sendo jogadas praticamente na lata do lixo. É dessa forma que vamos operar.

O senhor falou na sua apresentação antes do almoço que 2018 é muito diferente de 1964. Uma parcela da população junto à greve dos caminhoneiros está pedindo intervenção militar. Qual é o seu pensamento?

No presente momento não vejo que a solução para o país seja aquela intervenção militar clássica de afastar todos do poder e a partir daí as Forças Armadas tomarem conta do país. O país não tem que ser tutelado pelas Forças Armadas. O que as Forças Armadas têm que fazer é impedir que ocorra o caos. Neste presente momento, essa questão do movimento dos caminhoneiros [que pede intervenção] está fazendo um desserviço. Esse pacote aí, de querer provocar uma intervenção, querer provocar o caos, interessa ao pessoal da esquerda, dessa esquerda jurássica que pensa ‘nós temos que quer melar o processo [eleitoral]’ porque eles não têm mais candidato. A única pessoa que eles têm está presa.

O senhor é contra, então, a intervenção militar?
Dessa forma, sou.

De que maneira o senhor seria favorável?

Se tivesse que ocorrer, seria o país já sem rumo, sem condições de definir suas prioridades, a sociedade em embate constante, a violência campeando pelas ruas. A partir daí teria que ter uma intervenção, mas a intervenção teria que ser cívico-militar, tem que haver a participação do movimento civil.

É nesse sentido que o senhor defende uma frente de candidatos militares nessa eleição?

Os candidatos oriundos do meio militar trazem consigo os princípios e valores que caracterizam aquilo que a sociedade brasileira está buscando. Não são só os candidatos do meio militar que podem representar, eles são uma parcela.

O senhor acredita que é importante que os militares disputem as eleições?

Acho importantíssimo. Temos em torno de oitenta candidatos concorrendo aos mais variados cargos em disputa. Desde presidente, que é o Bolsonaro, até deputado estadual, como meu amigo tenente-coronel Zucco.

O senhor está apoiando o tenente-coronel Zucco no Rio Grande do Sul a deputado estadual. O senhor está fazendo isso em outros estados também?

Sim. Tenho gravado vídeos para os mais diversos candidatos que temos aí. Na Bahia, tem meu companheiro de turma, o Guilherme Galvão de Oliveira Pinto, tem no Ceará o coronel Bezerra, tem em Natal o general Monteiro e por aí vai. Todo mundo me manda mensagem pedindo que eu grave um vídeo [de apoio].

O foco dessa frente militar é o Legislativo?

Temos alguns candidatos ao Poder Executivo, a governador, como o general Paulo Chagas, lá em Brasília. O próprio general Monteiro, que pode ser candidato a governador no Rio Grande do Norte, mas o foco maior está no Legislativo.

Qual é a importância de formar uma bancada de militares no Legislativo?

Em primeiro lugar, a questão dos valores, dos princípios. Em segundo lugar, é gente que conhece os problemas brasileiros e vai estar lá representando uma parcela significativa da população em condição de participar desse processo de reforma e refundação do nosso país, que é mais do que necessário.

O senhor falou sobre valores. Essa parcela que pede intervenção militar compartilha essa visão. Qual é o seu recado aos manifestantes? O senhor considera que o pedido deles está errado?

O que eu vejo é que essas pessoas estão em momento de ansiedade porque existe aquele desejo de que a solução seja imediata, de que a solução ocorra desde já. Daí, esse clamor popular pela intervenção, como se fosse uma varinha de condão que faz “plim, plim” e está tudo resolvido, todo mundo limpinho e volta a funcionar da forma como eles pensam. Na realidade, a população deixou de lado a participação política, as pessoas vão votar simplesmente porque são obrigadas, porque se não fossem, não iam. Tem muita gente que não vai votar, viaja e justifica ou paga uma multa irrisória. Esse processo, essa situação vai obrigar as pessoas a entender que têm que participar, que têm que selecionar bem os candidatos e os partidos aos quais eles pertencem.

Recentemente, documentos da CIA que mostram que o ex-presidente Geisel autorizava execuções de seus opositores foi divulgado. O que o senhor pensa disso?

Todo relatório de inteligência tem um nível de credibilidade. Esse relatório de inteligência estava aberto desde 2015. Em uma reunião onde participou o presidente da República, o chefe do Centro de Informações do Exército, que estava saindo e o que estava entrando, e o chefe do SNI (Serviço Nacional de Informações), quem delatou o conteúdo dela para o embaixador americano? Havia um infiltrado da CIA lá? Temos que botar um grau de credibilidade. Nada do que foi falado era desconhecido. Já se sabe que no fim dos anos 1960 e início dos anos 1970 um grupo de brasileiros orientados e instruídos por centros de irradiação do comunismo internacional, como a Rússia, Cuba e China, buscou implantar uma ditadura comunista no Brasil. O estado respondeu violência com violência. Aí você pode me perguntar “houve excesso?”. Qualquer guerra tem excesso. Não existe fazer uma omelete sem quebrar os ovos. Eu canso de dizer uma coisa. O Brasil tinha 90 milhões de habitantes. Do lado das organizações terroristas, morreram em torno de 440 pessoas; do lado das pessoas da ordem, morreram 120. Foram 560 pessoas no universo de 90 milhões e num período de seis anos. Hoje se matam 60.000 pessoas por ano no Brasil e ninguém fica escandalizado.

A segurança é uma das questões que vai pautar essa eleição. Que medidas o senhor acha que o Executivo deve adotar para diminuir a violência?

O Executivo pode trabalhar em conjunto com os estados, em plano efetivo de segurança. Muitas vezes se fala em plano, mas o atual ministro da Segurança Pública [Raul Jungmann] gosta de encher a boca para falar de plano, mas se mandar fazer plano ele não fala “ré com cré”, é incapaz de saber como se faz um plano. Então, [tem que ter] um planejamento e cada estado receberá o seu quinhão dentro do princípio da descentralização de recursos para, em um primeiro momento, poder equipar suas polícias, armar suas polícias, valorizar mais a atividade policial com melhoria salarial e estabelecer o primeiro combate á criminalidade. Mas isso não cessa a violência. Essas ações têm que ser acompanhadas por outras ações do poder público nas outras esferas, que sejam educação, saúde e infraestrutura.

Qual sua opinião sobre a gestão do presidente Michel Temer (MDB)?

O presidente Temer iniciou sua gestão com excelentes ideias, que deveriam ser implementadas face ao desastre econômico que nós passamos sob a tutela da dupla Lula e Dilma. No entanto, ele e os demais executores dele estavam atolados, não digo até o joelho nem até a cintura, mas até o peito lá no lamaçal da corrupção. A partir daí, não tinha credibilidade para levar adiante suas boas intenções. Esse é o grande problema dele. E falta a confiança da população. Além de ele ser uma figura que não transmite simpatia para ninguém. É aquele que se for passar a mão em cima da cabeça de uma criança, a criança começa a chorar.

Fonte: Paula Sperb (Veja)

Ibope: durante greve, Bolsonaro cresce e tem empate técnico com Lula em SP



São Paulo, 28 - O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato pelo PSL à Presidência da República, foi o único que cresceu em pesquisa de intenção de voto realizada pelo Ibope só com eleitores do Estado de São Paulo. O levantamento foi encomendado pela TV Bandeirantes e realizado entre os dias 24 e 27 de maio, durante a greve dos caminhoneiros.
Bolsonaro aparece com 19% das intenções de voto, cinco pontos a mais do que em levantamento encomendado pela emissora no mês passado e realizado pelo mesmo instituto. Como a margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos, ele empata tecnicamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aparece com 23%. Na pesquisa anterior, Lula tinha 20%, mas, em razão da margem de erro, não é possível afirmar que ele avançou.
Embora tenha governado São Paulo por quatro mandatos, o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, aparece apenas em terceiro lugar, com 13%, um ponto a menos que na pesquisa anterior. Na sequência estão a pré-candidata da Rede, Marina Silva, com 9%, e o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, com 3%. Eles também estão estagnados - no levantamento anterior tiveram 9% e 4%, respectivamente.
O senador paranaense Álvaro Dias, pré-candidato pelo Podemos, aparece com 2%. O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) e João Goulart Filho (PPL) têm 1%. Não pontuam Aldo Rebelo (Solidariedade), Flávio Rocha (PRB), Guilherme Boulos (PSOL), Manuela D'Ávila (PCdoB), João Amoêdo (Novo), Levy Fidélix (PRTB) e Paulo Rabello de Castro (PSC).
Os brancos e nulos somam 20%, e aqueles que não sabem ou não quiseram responder chegam a 5%, sem variação significativa em relação aos resultados do levantamento anterior, de 18% e 4%, respectivamente.
Em um cenário sem Lula como candidato do PT, mas com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no seu lugar, Bolsonaro e Alckmin empatam tecnicamente na liderança - o deputado tem 19% e o tucano tem 15%. Marina passa a ter 11% e Ciro registra 7%. Haddad e Dias têm 3% cada. Meirelles aparece com 2%.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL), João Goulart Filho (PPL), Aldo Rebelo (Solidariedade), Guilherme Boulos (PSOL), a deputada estadual gaúcha Manuela D'Ávila (PCdoB), João Amoêdo (Novo), Levy Fidélix (PRTB) e Paulo Rabello de Castro (PSC) aparecem com 1%. Flávio Rocha (PRB) não pontuou.
A pesquisa foi feita entre os dias 24 e 27 de maio, com 1008 pessoas em 60 municípios paulistas. O nível de confiança utilizado é de 95%. O número de registro no TSE é BR-06360/2018.


Fonte: EC Estadão Conteúdo (André Ítalo Rocha)

EM PLENA CRISE, PETROBRAS AUMENTA PREÇO DA GASOLINA. DÁ PARA ACREDITAR?

PARENTE AFRONTA O PAÍS E AUMENTA GASOLINA EM MEIO À CRISE

Em meio a uma crise sem precedentes, Pedro Parente volta a aumentar o preço da gasolina; a partir de amanhã (31), o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro; em maio, o preço do combustível nas refinarias da Petrobras acumula alta de 9,42%; a decisão de subir o preço soa como uma afronta
Vitor Abdala, repórter da Agência Brasil - A Petrobras voltou a aumentar o preço da gasolina, depois de cinco quedas consecutivas do valor do combustível. A partir de amanhã (31), o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro.
Em maio, o preço do combustível nas refinarias da Petrobras acumula alta de 9,42%, já que em 28 de abril o litro custava R$ 1,7977.


Fonte: Via brasil 247

Inscrições para concurso público da Compesa encerram na próxima segunda

Prazo limite para pagamento do boleto referente à inscrição é o dia 6 de junho
O período de inscrições para o novo concurso público da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) encerra na próxima segunda-feira, dia 4 de junho.
As inscrições podem ser feitas no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), organizadora do certame, onde também está disponível o edital do concurso – http://fgvprojetos.fgv.br/concursos/compesa2018. A empresa disponibilizou 63 vagas para os níveis médio, médio técnico e superior, com salários que variam de R$ 1.442,36 a R$ 6.743,28 Também está prevista a reserva de 14 vagas para pessoas com deficiência.
A Compesa lembra que o prazo limite para pagamento do boleto referente à inscrição é dia 6 de junho, próxima quarta-feira. As inscrições, que iniciaram no dia 30 de abril, têm o valor de R$ 69,00 para nível médio e médio técnico, R$ 79,00 para Analista de Gestão e R$ 89,00 para Analista de Saneamento. Para quem solicitou isenção da taxa de inscrição, já está publicado no site da FGV o resultado preliminar da análise dos pedidos, com a relação dos candidatos deferidos.
Este é o sétimo concurso público promovido para ampliação e renovação do quadro profissional da Compesa, nos últimos 12 anos, e disponibiliza 28 vagas para o cargo de Assistente de Saneamento e Gestão (nível médio), cuja especialidade é de Assistente de Gestão e Serviços Comerciais, e outras 11 vagas para Assistente de Saneamento e Gestão (nível médio técnico) distribuídas nas especialidades de Técnico em Contabilidade e Técnico Operacional com habilitação em Desenho Técnico, habilitação em Topografia, habilitação em Mecânica, e habilitação em Edificações.
São oferecidas 24 vagas para nível superior, sendo nove para Analista de Gestão e 15 para Analista de Saneamento. Para concorrer a uma das vagas de Analista de Saneamento, os profissionais precisam ter formação nas engenharias Elétrica com habilitação em Eletrônica, Elétrica com habilitação em Eletrotécnica, Química, Civil e Cartográfica. Já para as vagas de Analista de Gestão, os candidatos precisam ter formação em Administração, Ciência da Computação ou Sistema da Informação e Enfermagem com especialização em Enfermagem do Trabalho.

Fonte: Diário de Pernambuco

Lula diz que lê na prisão livro de Maciel Melo

Os deputados da Comissão Externa da Câmara que inspecionaram as instalações onde o ex-presidente Lula encontra-se em cárcere político em Curitiba voltaram da visita com algumas notícias.
Os parlamentares contaram também que Lula tem lido muito e que o livro que acompanhava o ex-presidente é “A Poeira e a Estrada”, do poeta e cantor pernambucano Maciel Melo.
A obra, autobiográfica, remete a um forró de mesmo nome composto pelo poeta.
O livro é uma narrativa mista, em que uma prosa romanceada se mistura a poesias e crônicas do sertão nordestino. Conta a história de um “caboclo sonhador”, como o próprio Maciel se descreve.
Feita para que qualquer brasileiro tenha a oportunidade de mergulhar no universo em que está inserida, a obra traz um glossário traduzindo termos do “nordestinês”, muitos só falados no sertão.
Por meio de sua história, o autor aborda temas como cultura nordestina, misticismo, cangaço e política. Acaba por se tornar um retrato do Nordeste brasileiro, com seus personagens, vivências, belezas e espinhos.
Claro, goste você do Lula ou não, a notícia dá visibilidade e projeta a obra de Maciel Melo, já tão respeitado por suas composições, com o mesmo talento no universo literário.

Vinícius Segalla via Nill Júnior

Ódio aos políticos provoca febre intervencionista

A cena se repete desde junho de 2013, quando o ronco do asfalto foi ornamentado com cartazes pedindo a volta dos militares. O apelo à intervenção militar surge nas mais variadas manifestações públicas — de festas de formatura a protestos de supostos caminhoneiros. É como se parte dos brasileiros tivesse contraído uma febre causada pela picada do mosquito transmissor da insensatez.
Uma greve de caminhoneiros que começa sob a sombra dos empresários e termina com pedidos de intervenção militar não era greve no começo e deixou de ser de caminhoneiros no final. Era um locaute — greve de patrões. Considerando-se o que sobrou nas ruas, virou um cortejo de desordeiros.
Intervenção militar é um outro nome para golpe militar. Como ninguém gosta da pecha de golpista, recorre-se ao eufemismo. Vale recordar que o último golpe do gênero, de 1964, durou 21 anos. Chegou sob aplausos dos civis. Deu em tortura, censura e atraso institucional.
Por sorte, muitos querem a volta dos militares, menos a cúpula militar. Pode-se odiar os políticos e a roubalheira. Mas falar em intervenção militar às vésperas de uma eleição é como tomar veneno tendo a vacina ao alcance do dedo. Coisa de lunático.

Fonte: Josias de Souza

COMERCIANTE QUE VENDER BOTIJÕES DE GÁS ACIMA DO PREÇO PODE SER PRESO

Falta gás de cozinha e onde o produto achado, Procon-JP investiga abuso de preços
 (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)




Os pontos de revenda do botijão do GLP (gás de cozinha) que forem pegos praticando preços extorsivos serão autuados e multados e os responsáveis poderão ser presos em flagrante. Os fiscais da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor estão conferindo as denúncias que estão chegando ao Procon-JP dando conta de que existem estabelecimentos vendendo o botijão por até por R$ 200.
O secretário Helton Renê alerta que qualquer comerciante de qualquer tipo de segmento que se aproveitar desse momento difícil será punido com o rigor da lei. “Estamos recebendo denúncias de vários segmentos do comércio, como farmácia e supermercados, sobre aumentos de preços dos produtos de forma exorbitante. Quem for flagrado praticando esse tipo de abuso não apenas será autuado e multado, mas poderá ter o estabelecimento fechado e o responsável será detido. Não dá para contemporizar com quem se aproveita da fragilidade da população”.
A equipe de fiscalização iniciou a inspeção nos pontos de revenda do gás de cozinha na última sexta-feira (25), pelos 19 estabelecimentos visitados pela equipe da pesquisa realizada no dia 24 de abril de 2018, onde o menor preço era registrado a R$ 60,00 e, o maior, em R$ 70,00. Em ambos os casos podia-se comprar o produto por esses preços à vista ou no cartão. “Iniciamos nossa fiscalização desde a semana passada. Até o momento não conseguimos flagrar nenhuma irregularidade denunciada. A grande maioria já estava, inclusive, sem o produto”, afirmou.
Estocagem
A denúncia quanto à estocagem do botijão de gás de cozinha, justamente para valorizar o preço do produto, também não foi constatada. “Nossos fiscais estão checando todas as denúncias que estão chegando ao Procon-JP e as irregularidades que forem encontradas serão exemplarmente punidas. Como realizamos pesquisas de preços em abril passado, temos como nos basear para averiguar se há abusividade nos preços. Quanto à informação de que os donos do estabelecimento estão escondendo o produto, também estamos verificando”, informou o secretário Helton Renê.
Ele salienta que os estabelecimentos estão sendo notificados para que apresentem as cinco últimas notas fiscais de compra do GLP e, em caso de irregularidade, as multas podem chegar a R$ 15 mil, além de interdição do estabelecimento. “Os casos mais extremos, como a venda de um botijão por 200 reais, terão punição mais severa, a exemplo de prisão”.
Atendimento do Procon-JP:
  • Sede: Segunda a sexta-feira das 8h às 12h, na avenida Pedro I, nº 473 – Tambiá
  • Telefones: 0800 083 2015; 3214-3040; 3214-3042; 3214-3046
  • Procon-JP no MP: segunda a sexta-feira das 8h às 17h, no Parque da Lagoa, nº 300, Centro
Fonte: Portal Correio

Prefeitura de Desterro divulga programação do João Pedro 2018


A Prefeitura Municipal de Desterro PB, divulgou neste domingo na Rádio Entre Rios FM, a programação do João Pedro 2018. 

Faltando mais de 3 meses para realização da Festa a programação já foi divulgada, vão ser três dias de Festa de 13 a 15 de Julho. 

Sexta 13/07
Gatinha Manhosa 
Roberto Vaneirão
Missa do Vaqueiro 
Feitiço de Menina 

Sábado 14/07
Gaviões do Forró
Werney Lima 
Forrozão Karkará 
Humberto Guedes

Domingo 15/07
Mano Valter 
Dodô Pressão 
Filhos do Forró

*Todos os dias terão atrações Locais.


Fonte: Desterro1

Caixa eletrônico do Banco do Brasil é violado em João Pessoa

Foto: Reprodução/ TV Cabo Branco

Um caixa eletrônico do Banco do Brasil foi violado no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, por volta das 4h da madrugada desta quinta-feira, 31.
Segundo informações da Polícia, pelo menos três pessoas participaram da ação. Eles chegaram ao local em um carro prata e foram até o caixa eletrônico.
Possivelmente foi usado um maçarico para arrombar o caixa, pois tinha muita fumaça no banco, quando a polícia chegou. Havia presença de sangue no local e o Numol foi acionado para fazer a coleta.
Uma testemunha que passava pelo local, no momento da ação, teria visto um carro prata com as quatro portas abertas e um homem, e duas mulheres, realizando o roubo. Uma delas saiu do estabelecimento com o dinheiro nas mãos.

Com informações da TV Cabo Branco

PREFEITURA DE ITAPETIM DIVULGA PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO SÃO PEDRO



A Prefeitura de Itapetim, através da secretaria de cultura, divulgou na manhã desta quinta-feira(31) a programação oficial do tradicional SÃO PEDRO 2018, dentre as atrações, estão VICENTE NERY, ZECA BOTA BOM E ELSON VAQUEIRO, BONDE DO BRASIL,entre outras atrações.
Em breve, divulgação das datas e horários.

Os prejuízos da greve na visão de empreendedores tabirenses


O programa Cidade Alerta da Cidade FM ouviu empresários tabirenses sobre os efeitos da greve dos caminhoneiros em suas atividades. Todos são unânimes em elogiar o movimento, criticar o governo e entender que está na hora da categoria voltar ao trabalho. Empregador de mais de 100 trabalhadores na fábrica de Pipocas e Salgadinhos Ki Garot o empresário Paulo Manu contabiliza até hoje 8 dias de paralisação na produção, caminhões em sua maioria presos nos bloqueios e um prejuízo ainda incalculável. “O setor de frutas e verduras é quem mais sofre neste momento” – foi a definição de Pipi da Verdura ao apontar que com as estradas obstruídas ficou impossível reabastecer o comercio. Tabirense com empresa em S. Paulo, Téa da Damol, citou que enfrenta carência de matéria prima para produção de algumas peças e a entrega está comprometida por falta de combustível. Téa também citou a falta de funcionários que estão impossibilitados de chegar ao trabalho.

Por: Anchieta Santos

Ministro do STF determina multa milionária a transportadoras


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou hoje (30) que 96 transportadoras paguem, em 15 dias, R$ 141 milhões em multas pelo descumprimento da liminar que determinava o desbloqueio imediato das rodovias.
O ministro atendeu a um pedido feito pela Advocacia-Geral da União (AGU). Moraes também determinou a penhora dos bens das transportadoras se o pagamento das multas não foi feito no prazo determinado.
Na semana passada, em outra decisão sobre a paralisação de caminhoneiros, Moraes autorizou o desbloqueio, com uso de força policial, das rodovias do país, paralisadas pelo movimento nacional de caminhoneiros desde o dia 21 de maio.
Na decisão de hoje, o ministro entendeu que as transportadoras impediram a circulação de veículos nas estradas e causaram graves transtornos à população. A constatação de descumprimento da liminar foi baseada em levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre os bloqueis das vias.
“As pessoas jurídicas elencadas pela autora descumpriram a obrigação de não fazer que lhes fora cominada, praticando atos que obstaram a circulação normal de veículos nas estradas federais e estaduais. Com tal postura, além de atentarem gravemente contra a autoridade do Poder Judiciário, causaram sensíveis transtornos à população, privada, inclusive, do abastecimento de produtos essenciais à subsistência e à saúde”, decidiu Moraes.

Fonte: Paraíba Oline

POLÍCIA APREENDE VÁRIOS OBJETOS ILÍCITOS EM PROPRIEDADE RURAL ENTRE BREJINHO E MATURÉIA


Em continuidade ao B.O nº 1352 onde a vítima E. L. F. 21 Anos, teria sido ameaçada de morte pelos imputados com uma arma de fogo tipo soca-soca(espingarda), que juntamente com os Policiais Civis de Brejinho, prosseguiu-se as buscas com o intuito de encontrar os imputados, foram localizadas suas residências no sítio Lagoa dos Rodrigues área de Maturéia-PB. Que ao chegar às proximidades da residência do imputado-01 L. L. F. 19 anos, o mesmo abandonou sua bicicleta de marca ilegível e empreendeu fuga, que fora encontrado na residência do mesmo 720 pinos normalmente usados por traficantes para acondicionar cocaína, uma coronha de madeira artesanal de espingarda, uma placa MMW 1121 e uma tarjeta de placa da cidade de Pitangui-SP e um celular marca Samsung. E, que ao seguir até à casa do imputado-02 G. F. da S., 48 Anos, o mesmo deixou sua moto Yamaha YBR cor preta, sem placa, no terreiro, com o chassi pinado, e o mesmo empreendeu fuga. Sendo localizado em sua residência, os documentos dos dois imputados, uma carteira com uma quantia de R$ 10,00(dez reais), um coldre de arma de fogo e uma jaqueta preta, reconhecida pela vítima como usada na ocorrência da noite anterior. E que há um terceiro envolvido, conhecido apenas por Maciel e que não foi localizado. Adianta-se que todo material foi apreendido e que a ocorrência foi passada à disposição da DP local para serrem tomadas as medidas cabíveis.

MÃE E FILHO SOFREM ACIDENTE NO CENTRO DE AFOGADOS


A GT local ao realizar rondas no Centro, Afogados da Ingazeira-PE, se deparou com um acidente de trânsito no endereço acima descrito, onde a vítima 01 F.P.L, 20 anos, solteira, estudante, informou que guiava sua moto Pop 100, cor preta, ano 2013/2014 e placa OGG-3756, com sua mãe na garupa, vítima 02 R.P. S, 45 anos, casada, agricultora, quando ao passar em um quebra molas perdeu o controle e veio a cair causando varias escoriações pelo corpo de ambas. As vítimas foram socorridas ao Hospital Regional, onde a vítima 01 foi liberada e a vítima 02 ficou sob observação médica. A ocorrência foi passada a DP local para as devidas providências.

Mulher é presa por abusar sexualmente de crianças e adolescentes no Sertão de PE


Uma mulher foi presa na noite desta quarta-feira (30) em Moreilândia, no Sertão de Pernambuco, suspeita de abusar sexualmente de crianças e adolescentes. A Justiça emitiu a prisão preventiva dela.
Investigação

De acordo com o Delegado de Polícia Fabrício Ferreira da Silva, Maria Joelma do Nascimento teve um mandado de prisão decretado para esta quarta, mas já era investigada pelo crime há um bom tempo. No entanto, o delegado não soube especificar desde quando Maria abusava dos menores.
Ela foi encaminhada para a Delegacia de Ouricuri, também no Sertão, e seguirá para o Presídio Feminino de Verdejante, outro município da região. 

Fonte: JC Oline

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Petroleiros anunciam início de greve de 72 horas


Mesmo com a proibição do Tribunal Superior do Trabalho (TST), a Federação Única dos Petroleiros (FUP) anunciou o início da greve de 72 horas, nesta quarta-feira (30), a partir da 0h. O descumprimento da decisão da Justiça do Trabalho divulgada nesta terça-feira (29) acarreta multa de R$ 500 mil por dia. 

A ação contra a greve dos petroleiros foi ajuizada pela Petrobras e Advocacia-Geral da União (AGU). A paralisação foi decretada ilegal. Segundo a ministra Maria de Assis Calsing, o movimento é de caráter político e de aparente abusividade. Em vídeo publicado em redes sociais, o coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel, disse que a decisão da Justiça do Trabalho não intimida os sindicalistas.

"Os trabalhadores não vão trabalhar, porque eles sabem o que está acontecendo dentro da Petrobras. Eles sabem que hoje está em curso um processo de entrega do patrimônio público", disse Rangel, durante plenária na CUT (Central Única dos Trabalhadores) do Rio de Janeiro. "Então, a greve está mantida", afirmou o sindicalista.

À Folha, Roni Barbosa, secretário nacional de Comunicação da CUT e diretor da FUP, confirmou o início da greve. "Paralisamos na Repar [Refinaria Presidente Getulio Vargas, no Paraná]", disse. Além da Repar, a federação, em redes sociais, informou que a greve está em curso na Bacia de Campos (RJ), na Refap (RS) e em unidades da estatal em Minas, Ceará e Piauí.

A FUP critica os preços dos combustíveis e do gás e pede a saída do presidente da estatal, Pedro Parente. A pauta de reivindicações da entidade foi criticada pela ministra do TST. "No caso concreto, não há pauta de reivindicações que trate das condições de trabalho dos empregados da Petrobras, até porque não se vislumbra a proximidade da data-base da categoria", escreveu Casling. A data-base dos petroleiros é em setembro. 


Fonte: Folha de PE

Mulher joga gasolina e tenta matar marido queimado



Após uma crise de ciúmes, uma mulher de 34 anos jogou gasolina no marido e tentou matá-lo queimado em Rio Crespo (RO). Segundo a Polícia Militar, a corporação recebeu uma ligação na madrugada informando que havia uma forte discussão entre um casal e que a mulher teria tentado incendiar a casa.
Ao chegar no local, a polícia deteve a mulher e o marido explicou o que ocorreu. Segundo o rapaz, ele estava trabalhando em uma fazenda da região quando a mulher teve uma crise de ciúmes. Quando voltou para casa, começaram uma discussão.
Depois de terminar de discutir, eles foram dormir. Por volta de 3h30, o homem acordou encharcado de gasolina. Nessa hora, ela tentou acender um isqueiro e atear fogo nele. O marido a impediu, mas a faísca acabou incendiando a cama do casal.
Além disso, a esposa ainda quebrou o carro do marido com um martelo. O caso foi registrado na delegacia, segundo o Rondoniagora, como tentativa de homicídio.
Fonte: Rondoniagora

Bancos fecham no feriado e funcionam normalmente na sexta-feira

Reprodução

As agências bancárias funcionam normalmente na próxima sexta-feira (1º), após o feriado nacional de Corpus Christi amanhã (31).
No dia do feriado, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) lembra que não haverá atendimento nas agências bancárias. A população poderá utilizar os canais alternativos de atendimento, como mobile (celular) e internet banking, caixas eletrônicos, banco por telefone e correspondentes.
Segundo a Febraban, os carnês e as contas de consumo (como água, energia, telefone) vencidos no feriado poderão ser pagos sem acréscimo no dia seguinte. Normalmente, os tributos já estão com as datas ajustadas ao calendário de feriados, sejam federais, estaduais ou municipais.
Para as contas que possuem os códigos de barra, existem as opções de agendamento dos  pagas nas contas do cliente ou nos caixas automáticos. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do DDA (Débito Direto Autorizado).
Fonte: Agência Sertão

Comerciante é preso por vender gás de cozinha a R$ 150 na Paraíba

Um comerciante que é dono de um estabelecimento no bairro Cruzeiro, em Campina Grande, foi preso depois de ser flagrado vendendo um botijão de gás de cozinha por R$ 150. A prisão ocorreu depois que o Procon Municipal de Campina Grande chegou ao local para autuar o comerciante.
Segundo o coordenador do Procon, Rivaldo Rodrigues, mesmo sendo autuado, o dono do estabelecimento se recusou a baixar o preço ao normal e manteve o preço de R$ 150 por botijão. “Ele não quis baixar de jeito nenhum e entendeu que tinha que cobrar os R$ 150, mas tá errado. Nós lacramos o comércio e ele está preso”, disse o coordenador.
Ainda segundo o Procon, o comerciante foi preso por crime contra a economia popular, além de ser autuado pelo preço abusivo. O comerciante foi levado para a delegacia de Polícia Civil, autuado e até 17h aguardava audiência de custódia. Pelo preço abusivo, a multa vai ser em torno de R$ 30 mil, segundo o Procon.

Autuações

Ainda de acordo com coordenador do Procon, nesta terça-feira (29) foram autuados outros seis pontos de venda de gás de cozinha, por cobrarem mais caro e quatro postos de combustíveis pela cobrança abusiva no litro dos combustíveis.
Fonte: G1

Pai de santo que benzeu Temer se converte e quer evangelizar terreiro

Pai Uzêda e Michel Temer. (Foto: Felipe Cardoso / PMDB)


Roberval Batista Uzêda, de 53 anos, conhecido como “Pai Uzeda” assumiu essa semana o posto de assessor da coordenadoria de Diversidade Religiosa da Secretaria municipal de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos da prefeitura do Rio de Janeiro.
Mas essa não foi a única mudança recente na vida do homem que ficou nacionalmente conhecido por ter “benzido” o presidente Michel Temer, em Brasília, no fim do ano passado.
Seu desejo agora é outro: “Pretendo distribuir Bíblias para o presidente e os ministros. Quero salvar a alma de Michel Temer”.
Nos últimos meses, ele passou a frequentar a filial da igreja pentecostal Anabatista, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. “Os espíritas não são unidos. Eu estava me sentindo infeliz. Mas em toda a minha vida, nunca tive uma opção. Sou filho de uma mãe de santo, conhecida como Mãe Luiza de Salvador. Ela me teve em pleno terreiro de Mãe Menininha do Gantois. Sempre estive emocionalmente ligado ao candomblé. Agora como evangélico quero chegar à felicidade plena”, testemunha Uzêda.
Como era esperado, sua mãe não ficou contente com a decisão dele. O ex-pai de santo revela sua intenção de transformar o terreiro baiano de Mãe Luiza em uma igreja evangélica. O local é frequentado pelos cerca de 3,5 mil seguidores dela, que seriam evangelizados por Uzêda, que almeja se tornar bispo.
“Quero ser chamado de “Irmão Uzêda. E quem sabe no futuro, Bispo Uzêda. Quero estudar a fundo os ensinamentos de Cristo”, explicou ele, que também participa de cultos na Catedral da Fé, templo da Igreja Universal do Reino de Deus na Zona Norte do Rio.
A aproximação com a IURD também se dará em sua nova função na prefeitura. O secretário de Desenvolvimento Social é João Mendes de Jesus, bispo licenciado da igreja. 

Com informações de O Globo

BANDIDOS EXPLODEM AGÊNCIA BANCÁRIA E CORREIOS, DA CIDADE DE OURO VELHO-PB

                    


Uma agência bancária e outra dos Correios foram arrombadas na madrugada desta quarta-feira (30) na cidade de Ouro Velho, no Cariri paraibano.

De acordo com a Polícia Militar,, um grupo formado por oito homens chegou fortemente armado na cidade e explodiu o correspondente bancário. Em seguida, os suspeitos atacaram a agência dos Correios da cidade.

Depois da ação, a quadrilha fugiu em direção a São José do Egito, em Pernambuco. Ainda não há informações se os bandidos conseguiram levar alguma quantia de dinheiro.
Com esses dois ataques, a Paraíba chega ao "Record Mundial de 806" de Agências Bancárias, Correios, Caixas eletrônicos e ou Correspondentes Bancários 'Explodidos.' Em menos de oito anos do governo Coutinho.



Imagens: Hora1 PB
fONTE: Cariri em Ação

China sugere ao Brasil a lei que dá pena de morte para os políticos corruptos


O Tribunal Popular Supremo da China estabeleceu uma lei que trás a Pena de Morte, para os políticos corruptos que fizeram desvio de verba, fraude fiscal e que receberam valores ilícitos superiores à de US$463.000 dólares, ou seja um valor minimo.
Esta Lei começou a ter resultado a partir desse ano 2017, ao qual se torna um processo legal e faz parte de uma revisão do Código Penal de 2016, onde os valores arrecadados não eram combinados para justificar ou não a aplicação da pena de morte, mas caso os acusados confessarem os crimes ou devolver o dinheiro, a pena de morte será suspensa, oque substituiria à prisão perpétua, o que é de costume para casos de corrupção no país.
Como a corrupção no Brasil esta conhecida mundialmente e isso vem afetando vários países, a China convocou ao Presidente Michel Temer a uma reunião ao qual o Presidente da China, Xi Jinping, propõe estabelecer essa Lei no Brasil, afinal somente assim para acabar com a corrupção.
Via:  caiorivas.jusbrasil.com.br

Petroleiros ignoram decisão da Justiça e entram em greve

                                       Entidade prevê atos em apoio aos petroleiros - Paulo Whitaker/Reuters


Os petroleiros ignoraram a decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho) e entraram em greve nesta quarta-feira (30). A categoria protesta contra a política de preços estabelecida pela Petrobras. 
A paralisação por 72 horas da categoria também ocorre em solidariedade ao movimento dos caminhoneiros e para pedir a destituição de Pedro Parente do comando da estatal.
A greve está acontecendo em refinarias, terminais e plataformas da Bacia de Campos. Os locais que aderiram à movimentação são: Manaus (Reman), Abreu e Lima (Pernambuco), Regap (Minas Gerais), Duque de Caxias (Reduc), Paulínia (Replan), Capuava (Recap), Araucária (Repar), Refap (RS), além da Fábrica de Lubrificantes do Ceará (Lubnor), da Araucária Nitrogenados (Fafen-PR) e da unidade de xisto do Paraná (SIX).
Não houve troca de turnos nos terminais de Suape (PE) e de Paranaguá (PR).
Segundo a FUP (Fundação Única dos Petroleiros), há previsão de outras paralisações ao longo do dia. Também estão planejados atos em apoio aos petroleiros. 
Decisão do TST
A ministra do TST, Maria de Assis Calsing, concedeu uma liminar na noite de terça-feira (29) que proibia a greve dos petroleiros. Seguundo a decisão, esta greve é ilegal. A liminar foi concedida a pedido da AGU (Advocacia-Geral da União). 
Para a AGU, a greve vai trazer prejuízos gravíssimos dentro do cenário de desabastecimento que o país se encontra por causa da greve dos caminhoneiros. A AGU considera que a greve tem potencial para prejudicar o abastecimento do mercado interno de gás natural, petróleo e seus derivados.
A ministra determinou que os sindicatos dos grevistas paguem R$ 500 mil por dia pelo descumprimento da decisão judicial. Os petroleiros também não podem travar o trânsito de mercadorias e pessoas nas refinarias.