quinta-feira, 30 de março de 2017

Sem previsão de acabar, greve do Detran-PE é a mais longa em 10 anos.

A greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) alcançou, hoje, um índice histórico: 45 dias de braços cruzados, tempo recorde de paralisação nos últimos 10 anos. Enquanto órgão e servidores não se entendem, a população segue prejudicada sem ter acesso a serviços básicos.
Monique Karine, estudante de 24 anos, não consegue renovar sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH). "Eu já fiz a prova da categoria B antes da greve e passei. Falta a do tipo A, mas não consigo marcar prova nem pedir cancelamento porque tá parado. Eu não tenho culpa. Vou ter que pagar tudo de novo?", desabafou.
A moça ainda relata que precisa da habilitação por causa do emprego: "Eles pedem que eu tenha carteira, mas como que vou conseguir se tá tudo parado?”.
Desempregado há 10 meses, Daniel Bernardo da Silva, de 31 anos, conta que não pôde aceitar três propostas de emprego por, justamente, não estar com a carteira de habilitação em dia. "Eu fiz tudo direitinho para renovar ela (a carteira), só que o dia que a prova foi marcada, coincidiu com a greve. Não consigo ir para as entrevistas de emprego por não ter o documento atualizado", queixou-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário