sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Homem é preso suspeito de estuprar a própria mãe em cidade no Ceará

Um homem de 22 anos foi denunciado pelo próprio irmão que informou à polícia que o mesmo teria estuprado a própria mãe. O suspeito foi preso nesta terça-feira (25/02), na cidade de Camocim, no Ceará. As informações são do Camocim Polícia 24 horas.
De acordo com as informações de populares, um homem chegou até o destacamento da PM de Granja (CE) e denunciou que seu irmão tinha violentado sexualmente a sua própria mãe em casa.
Diante da denúncia os policiais foram até o endereço e conseguiram localizar o suspeito ainda nas proximidades. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para a DPC em Camocim onde foi autuado em flagrante com base ao artigo 215-A do CPB.

Jovem é mordida, enforcada e estuprada por ex-companheiro em festa da família

Uma jovem de 26 anos foi humilhada, agredida e estuprada pelo ex-companheiro, de 25 anos, em uma festa da família dele, no Bairro Imperador, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), nessa terça-feira (25/02). A reportagem é do O Livre. 
Segundo a vítima, ela participava da confraternização da família do ex-companheiro quando os dois começaram uma discussão e ele começou a humilhá-la.
Em meio à briga, ele tentou enforcá-la, subiu em cima da ex, mordeu os lábios dela e cometeu o abuso sexual.
Ela tentou se defender arranhando e empurrando ele, mas só conseguiu realmente cessar o abuso e a violência quando o padrasto dele arrombou a porta e a socorreu.
A vítima saiu da casa, foi para a casa do pai dela e não viu mais o suspeito. Algumas horas depois, ela procurou a polícia e denunciou o crime, registrado como lesão corporal e estupro.
Ela passará por exame de corpo de delito e o caso será investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande.

Vídeo: homem mata ex-namorada adolescente com tiro na cabeça


    Reprodução
Imagens de uma câmera de monitoramento mostram o momento em que Joyce Narielle Cândido da Silva Santana, de 16 anos, foi morta pelo ex-namorado com um tiro na cabeça. O crime aconteceu no bairro Cidade Universitária, em Maceió (AL). As informações são do Metrópoles.
No vídeo, é possível ver Joyce e uma amiga chegando na garupa da moto do suspeito. Em seguida, a amiga entra no condomínio e a vítima ficou do lado de fora com o sujeito. O homem então saca a arma, puxa os cabelos dela, dá um tiro na cabeça e foge.
ATENÇÃO! CENAS FORTES! 

Segundo a polícia, a adolescente foi atingida com um disparo de .38 na região da cabeça. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Homem espanca a namorada e a cunhada adolescentes por elas negarem sexo a três

Duas irmãs de 16 e 17 anos foram espancadas com uma barra de ferro nessa quarta-feira (26/02) ao se negarem a fazer sexo a três com o namorado da irmã de 17 anos. A reportagem é do O Livre
O caso aconteceu na residência do casal, no Bairro Jardim das Oliveiras, em Cáceres (220 km de Cuiabá).
Conforme o boletim de ocorrência, as vítimas estavam dormindo juntas quando o suspeito chegou e começou a acariciar o corpo delas, que acordaram.
Ele pediu que elas tirassem as roupas e que os três fizessem sexo juntos, tirou a roupa de sua companheira à força e introduziu o dedo no órgão genital dela.
As irmãs se recusaram a ter a relação em conjunto. Não aceitando a negativa, o suspeito partiu para cima delas.
Primeiro, ele colocou um travesseiro no rosto da companheira e tentou sufocá-la. Em seguida, colocou as mãos no pescoço dela e tentou estrangulá-la.
Ela conseguiu se desvencilhar, mas ele pegou uma barra de ferro e foi para cima da duas irmãs.
A mais nova tentou fugir pulando o muro da casa, mas foi acertada com a barra de ferro na perna direita.
As duas ainda foram bastante agredidas no rosto e, segundo o boletim de ocorrência, ficaram com várias lesões pelo corpo.
A Polícia Militar foi acionada e precisou de apoio para ir até a casa do suspeito, visto que ele já possui diversas passagens por homicídio.
O caso foi registrado como lesão corporal.

Homem é preso suspeito de estuprar criança de seis anos na cidade de Picos

A Equipe Delta da Força Tática do 4° BPM de Picos efetuou na tarde dessa quinta-feira (27/02), por volta das 17h, a prisão em flagrante de um homem de 38 anos de idade, sob a acusação de estupro, que vitimou um menino de apenas seis anos de idade. O crime aconteceu na localidade Volta do Morro, zona rural de Picos. As informações são do Riachão Net.
Segundo informações da Polícia Militar, a prisão foi realizada após a Central de Operações Policiais Militares (COPOM) receber o chamado via “190”, informando que um homem havia abusado sexualmente de um menor no povoado Volta do Morro. Imediatamente a equipe da FT do 4° BPM foi acionada e se deslocou até o local. Chegando na casa da vítima (povoado Torrões) foi constatada a veracidade dos fatos.
Ainda de acordo com PM, no povoado a guarnição foi informada por populares onde seria a residência do acusado, situada no povoado vizinho Volta do Morro. Ao localizarem a moradia do suspeito, a casa foi cercada e o mesmo foi surpreendido pela guarnição quando estava deitado em uma rede, com sintomas de embriaguez alcoólica.
O acusado foi conduzido para a Central de Flagrantes de Picos para a adoção dos procedimentos policiais cabíveis

Menina foi estuprada dos 3 aos 11 anos e tio admite crime. Vídeo

A carioca Carla Vanessa Venâncio da Silva, de 35 anos, sofreu abusos quando ainda era criança, dos 3 aos 11 anos, por parte de um tio. No fim do ano passado, ela decidiu falar a respeito das violências, denunciar e fazer com que o tio confessasse, em vídeo, o crime. As informações são do portal BHAZ. As informações são de Metrópoles.
De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, o caso foi relatado ao Ministério Público, mas encerrado porque está prescrito: mesmo com a confissão do autor, não há mais medidas legais a serem tomadas contra o acusado.
A mulher ainda tenta alguma medida legal junto à Justiça e vive à base de remédios. “O primeiro abuso aconteceu na casa da minha mãe, quando eu tinha 3 anos. Os outros aconteceram na casa do meu avô paterno, no bairro Vicente de Carvalho, onde meu tio morava. Eles se repetiram por várias vezes, até os meus 11 anos, mas eu não entendia o que estava acontecendo”, lembra.
Carla também afirmou que o tio cuidava dela enquanto a mãe lavava roupa para outras pessoas. O homem inventava “brincadeiras” para que os dois ficassem dentro de um quarto. “Esse dia ele praticou estupro anal, na cama do meu avô. Tive sangramentos, minha mãe e meu pai me levaram ao médico. Foi identificada uma infecção intestinal, o médico nem tocou em mim. Como eu não sabia o que tinha ocorrido, não falei nada. O médico concluiu que a infecção que tive foi por conta de amendoins que eu tinha comido. Fiquei muitos anos proibida de comer amendoim de novo, até isso ele tirou de mim. Depois disso, ele arranjou outras formas de me estuprar”, contou a vítima.
A mulher relatou que aos 11 anos ocorreu um dos piores abusos sofridos por ela. “Eu ia na casa do meu avô quase todos os fins de semana. Muitas pessoas da minha família moram ali perto. Nesse dia, estavam todos na casa da minha tia, que era vizinha do meu avô na época. Como já estávamos ali o dia todo, fiquei com sono e fui na casa do meu avô dormir um pouco. Acordei com uma dor muito forte, senti um peso muito grande, não conseguia me virar. Percebi que era ele em cima, pedi por favor para ele parar, pois estava doendo. Ele tampou a minha boca, a mão dele era muito grande, tampava minha boca e meu nariz ao mesmo tempo, só tinha medo de morrer naquela hora. Pedia a Deus para não morrer. Ele escutou o barulho de alguém abrindo uma porta, aí saiu correndo pelo portão. A única coisa que fiz foi vestir minha calça e chorar muito, até dormir”, relatou Carla.

Ela conta que só foi entender o que havia ocorrido durante uma palestra no colégio, quando tinha 15 anos. “Era uma aula de educação sexual, na 8ª série. Quando foram explicando tudo, só conseguia me sentir culpada, que eu merecia passar por tudo aquilo. As falas dele, dizendo que eu era boazinha e que não ia contar para ninguém, ecoavam na minha cabeça”.
A vítima não teve coragem de denunciar o tio ou contar para a família durantes esses anos, até que, após uma tentativa de suicídio, conversou com a família. A vítima contou primeiro para a mãe, depois para o pai. “Contei tudo, mostrei o áudio da minha prima, que é minha testemunha. Minha prima sabia, mas também não contou nada para ninguém”, disse.
Depois de contar para sua família, Carla e os pais foram até a casa do tio e o fizeram confessar em vídeo. “Primeiro ele diz que não, mas depois assume tudo. Quando ele viu meu irmão, ele viu que não tinha mais como mentir. Ele confessou tudo na frente do sogro, da cunhada, da namorada, na minha frente. Ele pediu perdão”, relatou.


Em 13 horas, homem gasta R$ 3 mil em restaurante e dá calote

Um homem de 26 anos é acusado de aplicar vários golpes em restaurantes de luxo em São Paulo. Ao menos quatro empresários registraram boletins de ocorrência contra o criminoso. As informações são do portal G1.
O último caso teria ocorrido no início de fevereiro, quando o rapaz consumiu R$ 3 mil em um restaurante de luxo em Santos (SP) e saiu sem pagar.
A dona do estabelecimento, Milena da Silva Gonçalves, de 34 anos, contou que o homem ficou cerca de 13 horas no local.
Após esse tempo, o criminoso teria chamado a polícia ao alegar que a carteira sumiu dentro do restaurante. “Causou uma confusão e tentou se colocar como vítima”, afirmou.
Milena, contudo, não foi a única vítima. Ao menos outros três donos de restaurantes da região identificaram o suspeito.
É o caso de Hugo Alexandre Ferreira, de 38 anos, proprietário de um bar em Praia Grande, também no litoral paulista. Ele teria consumido R$ 1 mil nessa última segunda-feira (24/02/2020).
“Ele afirmou que não pagaria porque tinha sido destratado, mas na verdade não tinha a intenção de pagar, já que não tinha cartões nem dinheiro”, relatou Hugo.

Idoso é suspeito de estuprar a neta da esposa por dois anos

Um homem de 63 anos foi preso nessa terça-feira (25/02), acusado de abusar sexualmente de uma criança de sete anos, neta de sua esposa. Os crimes teriam se repetido ao longo de  dois anos. A reportagem é do O Livre
Os abusos foram descobertos nessa segunda-feira (24), quando o pai da criança desconfiou de uma atitude, questionou a menina e ela acabou contando tudo que sofria.
Durante dois anos, o marido da avó abusou sexualmente da criança diversas vezes, tanto na casa dele, quanto na casa dela, ambas em Cuiabá.
A menina e o irmão ficam na casa da avó enquanto os pais trabalham e o suspeito usava uma técnica para ficar sozinho com a menina: dava o celular para o irmão ficar assistindo algo distraído e levava a menina para o quarto.
Nessa segunda-feira (25), porém, o pai deixou a filha no carro do padrasto dele, que levaria a menina para a casa da esposa, e foi levar a mãe da criança para o trabalho.
Quando o pai retornou, o carro do padrasto ainda estava em frente à casa dele, o que o causou estranheza.
Ao entrar na casa, no Bairro Jardim Industriário II, ele encontrou o filho com o celular do suspeito nas mãos e viu a filha sair correndo para o carro do marido da avó, dizendo que tinha apenas ido pegar um prendedor para o cabelo.
O pai questionou o padrasto o motivo de voltarem para pegar um prendedor se a menina já estava com dois no cabelo, mas o padrasto desconversou.
Ele, então, questionou a criança, que contou a verdade.
Os abusos
A menina contou que o marido da avó disse que “queria fazer na sua casa”, mas ela disse que “na sua casa não”.
Só então a menina revelou ao pai que vinha sendo abusada sexualmente pelo padrasto dele há aproximadamente dois anos.
Que ele entregava o celular para distrair o irmão e a levava para a cama, dizendo que iria ensinar a ela o mesmo que o pai fazia com a mãe dela.
Ela disse, ainda, que o marido da avó tocava nas partes íntimas dela e a obrigava a tocar no órgão genital dele, praticar sexo oral e se esfregava nela.
Segundo relato da própria vítima, por quatro vezes, os abusos aconteceram na casa dela, as outras foram na casa do suspeito.
Fuga e prisão
O suspeito fugiu imediatamente, mas foi encontrado pelo pai da menina no outro dia, na casa de um amigo, no Bairro Jardim Fortaleza, em Cuiabá. Ele foi detido até a chegada da Polícia Militar.
Moradores quase o lincharam ao saber do ocorrido. Os policiais tiveram que retirá-lo rapidamente do local para impedir o linchamento.
Consta no boletim de ocorrência que ele já tinha uma passagem pelo artigo 213 (constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso) no ano de 1994.

Motorista morre após carro entrar debaixo de ônibus

Um homem de 29 anos morreu após um acidente envolvendo um carro e um ônibus, na manhã desta sexta-feira (28/02), na BR-040, na altura de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. A reportagem é do R7

    Foto: Divulgação/CBMMG
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o coletivo estava parado no congestionamento quando foi atingido pelo carro, que parou debaixo da traseira do ônibus. Os militares tiveram dificuldades para retirar o corpo da vítima que ficou presa às ferragens.
O motorista do ônibus estava muito abalado. Os passageiros não ficaram feridos. Ainda segundo a equipe de resgates as causas do acidente ainda são desconhecidas.

Menina de 6 anos é algemada pela polícia nos EUA por mau comportamento

Um vídeo divulgado nesta segunda de carnaval, 24, mostra o momento em que uma menina de seis anos chora ao ter os punhos amarrados e ser presa em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos. O caso ocorreu em setembro, mas só agora as imagens foram compartilhadas pela família de Kaia Rolle com veículos de comunicação. As informações são da agência de notícias Associated Press. 

O vídeo foi capturado por uma câmera presa ao corpo do policial Dennis Turner. Ele e um companheiro foram chamados após a menina se desentender com funcionários da escola. Turner foi demitido pouco tempo depois de prender a pequena.

As imagens mostram o momento em que o colega dele se aproxima com um laço e prende os pulsos de Kaia. “Para que serve isso?”, pergunta a menina. A resposta do policial: “São para você”. Ela começa a chorar.

“Me ajudem, me ajudem, por favor!”, implora Kaia, em lágrimas. Enquanto é levada para uma viatura, pede: “Eu não quero entrar em um carro de polícia.”

“Você não quer entrar?”, questiona um dos policiais. “Você tem que entrar.”

“Por favor, me dê uma segunda chance”, pede Kaia.

Em seguida, no vídeo é possível ver o policial levantando a garota aos prantos e a posicionando no banco traseiro da viatura. Ele coloca o cinto de segurança nela.

Pouco tempo depois, Turner volta para o escritório dentro da escola para conversar com seus administradores. Eles parecem chocados com a cena.

O policial diz a eles que o centro de detenção juvenil para o qual estavam levando Kaia ‘não é como eles pensam’. Ele disse, ainda, que já havia efetuado mais de seis mil prisões, incluindo uma criança de sete anos de idade.

Quando um dos funcionários da escola informa que Kaia tem seis anos, ele responde: “Ela quebrou o recorde.”

Polícia de Orlando se manifestou

O chefe da Polícia de Orlando, Orlando Rolon, disse à época que Turner, um oficial da reserva, não seguiu o regulamento de solicitar a aprovação de um supervisor para prender uma criança menor de 12.

Turner trabalhou na unidade da reserva da Polícia. Esta é constituída principalmente por policiais aposentados que recebem por trabalho extra.

A ronda escolar da Flórida ficou sob o escrutínio da opinião pública após um atentado a tiros em uma escola em 2018.

Jeff Kaye, presidente da companhia de segurança escolar da School Safety Operations Inc. na Califórnia afirmou à agência de notícias que os funcionários da escola poderiam ter agido melhor se tivessem entrado em contato com os pais da menina ou com um conselheiro tutelar em vez de ligar para a Polícia.

“Se todos estão em segurança, respire fundo, faça as coisas com calma e tome decisões sensatas”, disse Kaye. “Não consigo achar motivo algum para prender uma criança de seis anos. Mas digo isso com base em meu treinamento, não no treinamento dos outros.”

A Polícia de Orlando informou que Turner também prendeu um menino de seis anos em outra escola no mesmo dia da prisão de Kaia. No entanto, o processo foi interrompido por superiores de Turner antes que a prisão se concretizasse. Com informações do Estadão.

Cabo da PM é sequestrado, torturado e morto em Feira de Santana

Um policial militar foi assassinado em Feira de Santana, a 100 km de Salvador, após ser sequestrado e torturado. O corpo do cabo Antônio José Pereira Braga, 49 anos, foi encontrado nesta quarta-feira (26) numa área de matagal no bairro Nova Esperança.

A Polícia Civil, que só recebeu a informação na manhã desta quinta de que o corpo é de um policial militar, já que antes o cadáver estava no necrotério do Instituto Médico Legal (IML) da cidade sem identificação, ainda investiga a motivação do crime e autoria. O velório do PM acontece na manhã desta quinta em um cemitério de Feira de Santana. 

Segundo o delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana, o corpo de Antônio José foi encontrado somente de cueca, com um fio no pescoço, outro nos pulsos e parcialmente queimado – sobretudo as mãos.

O policial foi morto por estrangulamento, não havia marcas de tiros. Segundo o delegado, o policial, que havia trabalhado no Carnaval de Salvador, havia saído de casa no início da noite de terça-feira no carro próprio, levado pelos autores do crime – o celular e a carteira com documentos também foram roubados.

O cabo Braga, como era conhecido na PM, era lotado no 16º Batalhão, em Serrinha, e trabalhava em Santanópolis. Ele é nascido em Alagoinhas, mas morava em Feira de Santana, onde tem família. O corpo deve ser sepultado nesta sexta em Feira.

Em comunicado, Polícia Militar da Bahia declarou que “todos os esforços estão sendo envidados para que sejam esclarecidas a causa e circunstâncias da morte do Cabo Braga, que tinha 49 anos de idade e 23 anos de serviço prestados à Corporação”.

O 16º Batalhão de PM, em nota de pesar, afirmou que “lamenta a morte deste honrado guerreiro, externando aos amigos, companheiros de trabalho e familiares, os nossos sentimentos de mais profundo pesar". (Correio 24h)

Mulher ataca cachorro com faca após brigar com marido

Uma mulher foi levada à delegacia depois de atacar um cachorro e tentar agredir uma pessoa, na tarde desta terça-feira (25), no Jardim Itatiaia, em Jaú (SP).

Segundo a Polícia Militar, a mulher teria discutido com o marido e esfaqueado o animal de estimação dele durante a confusão. Ainda segundo a polícia, ela tentou ferir uma terceira pessoa que estava no local e tentou separar a briga.

O cão, que levou várias facadas pelo corpo, foi encaminhado ao pronto-socorro veterinário pela polícia. Conforme a clínica informou ao G1, ele passou por cirurgia e não corre risco.

A suspeita foi levada para a delegacia e o caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Jaú. Ela foi ouvida e liberada em seguida. (Jornal Brasília)

País tem 182 casos suspeitos do novo coronavírus

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (28) que realizará uma campanha publicitária para reduzir o risco de transmissão do novo coronavírus. Segundo a pasta, o foco da ação será nos hábitos de higiene e nas precauções sobre contato físico entre as pessoas.
O custo previsto da ação é de R$ 10 milhões e será veiculado em Internet, rádio e televisão. A campanha já começa a ser veiculada nesta sexta-feira (29).
O ministério informou ainda que existem 182 casos considerados suspeitos de coronavírus no Brasil. Até agora, 71 casos já foram descartados e um caso confirmado em São Paulo.
Os registros de casos suspeitos estão concentrados nos estados de São Paulo (66), Rio Grande do Sul (27), Rio de Janeiro (19), Minas Gerais (17), Santa Catarina (9), Paraná (5), Distrito Federa (5), Goiás (5) e Espírito Santo (2).
O secretário de Vigilância da Saúde do ministério, Wanderson Kleber de Oliveira, disse que a partir da próxima semana a pasta também divulgará os “casos prováveis” para incluir as pessoas que têm contato com casos já confirmados. Segundo Oliveira, nestes casos não será necessária a realização de exames laboratoriais para confirmação da doença, que poderá ser confirmada apenas por critérios clínico-epidemiológico.
Oliveira ressaltou ainda que a melhor estratégia de combate à doença é lavar as mãos e evitar compartilhar objetos pessoais. O secretário destacou ainda que o uso de álcool em gel é uma “boa estratégia”, mas alertou que a população não deve entrar em desespero caso não encontre o produto. “Lavar bem as mãos, as unhas, é suficiente”, disse

OMS

Dados atualizados da Organização Mundial da Saúde apontam para 82.294 casos de coronavírus pelo mundo, deste total são 1.185 novos casos.
Desde o dia 24 deste mês, 16 países são considerados suspeitos: Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Filipinas, Japão, Malásia, Vietnã, Cingapura, Tailândia, Itália, Alemanha, França, Irã e Emirados Árabes.

Insumos

O secretário-executivo do ministério, João Gabbardo dos Reis, afirmou que será divulgado em edição extra do Diário Oficial da União ainda nesta sexta-feira o resultado da licitação para aquisição de 21 insumos hospitalares. Entre eles, estão dois tipos de máscara (cirúrgica e N95) e aventais (P, M e G) precisaram ter a sistemática de compra fracionada.
Segundo Gabbardo, até 20 empresas poderão ser selecionadas para fornecer, pelo menos, 500 mil unidades de máscara. A preocupação da pasta é evitar a escassez de itens de segurança e de prevenção contra o novo coronavírus no Brasil.

Aplicativo

O ministério trabalha ainda na elaboração de um aplicativo para plataformas móveis em que os cidadãos poderão encontrar Unidades de Saúde mais próximas para o atendimento de casos de coronavírus.
Antes de indicar o hospital, o “Coronavírus SUS” fará perguntas para confirmar se realmente há possibilidade de que o paciente esteja com a doença. O público-alvo do aplicativo são as pessoas que estiveram em algum dos 16 países considerados suspeitos.
O aplicativo também fornecerá dicas de prevenção da doença. Sistema semelhante foi lançado pela pasta na Copa do Mundo, realizada no Brasil em 2014, e nos Jogos Olímpicos 2016.
Edição: Denise Griesinger / Agência Brasil

Menino de 14 anos é encontrado morto em barragem na zona rural de Juazeirinho-PB


O garoto, de nome João Vitor, é filho de um homem chamado Damião.
Ele residia com a avó, no conjunto Burity, em frente ao mercadinho de Capilé, próximo ao manancial.
Informações dão conta de que João Vitor estava com um irmão mais novo no momento do afogamento.
Heleno Lima

CENTRO DE FISIOTERAPIA E ATENDIMENTO MULTIPROFISSIONAL É INAUGURADO EM ITAPETIM

Nesta sexta-feira (28), o Governo Municipal de Itapetim inaugurou o Centro de Fisioterapia e Atendimento Multiprofissional, na Rua Dom José Lopes, no bairro Santo Antônio.

O local vai funcionar de segunda à sexta-feira, das 07 às 17h e terá especialidades para autista (atendimento de psicóloga, fonoaudióloga e terapeuta ocupacional) e para o público em geral (fisioterapia e nutrição). 

Esta é uma grande novidade para o município e mais uma ação através da Secretaria de Saúde.

“Muito feliz em poder beneficiar nosso povo com algo tão importante.” Disse o prefeito Adelmo Moura.

A secretária de Saúde, Jussara Araújo, disse que “este centro era um grande sonho. Nada melhor em poder presentear a população com este espaço que só vai beneficiar Itapetim”.

Também estiveram presentes a secretária de Saúde, Jussara Araujo, o vice-prefeito Junio Moreira, o presidente da Câmara de Vereadores, Júnior de Diógenes, demais vereadores, secretários municipais e equipe do centro. Construindo no presente, pensando no futuro. 





Texto: Joana Sampaio
Fotos: Wallissson Lima

MULHER DENUNCIA EX-COMPANHEIRO POR INVASÃO E VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM TABIRA

A GT, juntamente com a equipe da ROCAM, realizavam rondas em Tabira, quando foram solicitadas pela vítima V. P. S., 44 anos, casada., a qual informou que o acusado C. A. S. D., 38 anos, casado, que é seu ex companheiro, invadiu sua residência, lhe agrediu com empurrões e fez ameaças de morte. O policiamento tentou localizar o acusado, porém sem êxito. A vítima foi conduzida a DP local onde foi instaurado um inquérito por portaria.

AGRICULTORES SÃO DETIDOS COM ESPINGARDAS ARTESANAIS EM BREJINHO

A GT Local foi informada por denúncia anônima que na propriedade dos acusados estaria ocorrendo vários disparos de arma de fogo. Chegando ao local foi entrado em contato com os acusados, os quais negaram que estavam efetuando disparos, mas que os dois possuíam em suas residências espingardas. Na casa do acusado 01 J. B. L. N., 39 anos, casado, agricultor foi encontrada 01 espingarda artesanal e 09 espoletas. Já na casa do acusado 02 J. V. J., 36 anos, casado, agricultor foi encontrada uma espingarda artesanal, 15 espoletas e aproximadamente 34 gramas de pólvora. Os acusados, juntamente com as armas apreendidas, foram conduzidos à DP local, onde foi instaurado um inquérito.

POLICIAL CHORA AO VER SEU CAVALO MORRER APÓS TER MAL SÚBITO

Policial chora a perda do animal (Foto: Max Peixoto)
Policial chora a perda do animal (Foto: Max Peixoto)
Um cavalo da Brigada Militar (BM) morreu após sofrer um mal súbito no final da tarde desta quarta - feira (26), na parte externa do Estádio Beira-rio, em Porto Alegre. Logo após o desmaio, o cavalo bateu a cabeça na mureta e veio a óbito.
A imagem, captada pelo fotógrafo Max Peixoto, viralizou nas redes sociais não só pela morte do cavalo policial, mas também pelo choro e lamento do soldado da BM que perdia, ali, um companheiro fiel de trabalho.
O comando da BM lamentou a perda do animal que esteve presente em centenas de eventos com a corporação.
Policial chora a perda do animal (Foto: Max Peixoto)