sexta-feira, 28 de abril de 2017

Energéticos são mais perigosos do que outros cafeinados e podem elevar a pressão arterial em apenas 2 horas, sugere estudo.


Um estudo descobriu que consumir quatro latas de bebidas energéticas por dia resultou em alterações anormais na pressão arterial e ritmo cardíaco em apenas duas horas. Ainda, os pesquisadores verificaram que pouco menos de um litro da bebida resultou em profundas mudanças na atividade elétrica do coração e pressão sanguínea. Com informações do Daily Mail. 

As bebidas energéticas estudadas apresentaram uma concentração de 108 gramas de açúcar – cerca de 27 colheres de chá – e 320 mg de cafeína, algo muito próximo do limite diário recomendado. Também foram encontradas substâncias “naturais” como taurina, ginseng e carnitina. Os pesquisadores observaram que o impacto no coração foi significativamente maior do que consumir o mesmo volume de uma bebida contendo o equivalente de cafeína, mas sem açúcar ou outras substâncias. 

“Decidimos estudar o impacto potencial da saúde do coração, porque pesquisas anteriores mostraram que 75% dos militares consumiam bebidas energéticas”, disse a pesquisadora Emily Fletcher, do Centro Médico da Força Aérea dos Estados Unidos. Sua equipe, cujas descobertas foram publicadas no Journal of the American HeartAssociation, mostrou que existem mais de 500 tipos de bebidas energéticas no mercado. Considerando que as bebidas foram relacionadas a uma série de visitas a alas de emergência de hospitais, elas têm suscitado muitas perguntas relacionadas à segurança de consumo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BILL GATES FAZ UM ALARMANTE PROGNÓSTICO SOBRE A PANDEMIA: “AINDA NÃO VIMOS O PIOR”

  O bilionário sustenta que a COVID-19 continua sendo uma ameaça para a sociedade e que a situação pode se agravar O fundador da empresa Mic...