quinta-feira, 31 de maio de 2018

Os prejuízos da greve na visão de empreendedores tabirenses


O programa Cidade Alerta da Cidade FM ouviu empresários tabirenses sobre os efeitos da greve dos caminhoneiros em suas atividades. Todos são unânimes em elogiar o movimento, criticar o governo e entender que está na hora da categoria voltar ao trabalho. Empregador de mais de 100 trabalhadores na fábrica de Pipocas e Salgadinhos Ki Garot o empresário Paulo Manu contabiliza até hoje 8 dias de paralisação na produção, caminhões em sua maioria presos nos bloqueios e um prejuízo ainda incalculável. “O setor de frutas e verduras é quem mais sofre neste momento” – foi a definição de Pipi da Verdura ao apontar que com as estradas obstruídas ficou impossível reabastecer o comercio. Tabirense com empresa em S. Paulo, Téa da Damol, citou que enfrenta carência de matéria prima para produção de algumas peças e a entrega está comprometida por falta de combustível. Téa também citou a falta de funcionários que estão impossibilitados de chegar ao trabalho.

Por: Anchieta Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BILL GATES FAZ UM ALARMANTE PROGNÓSTICO SOBRE A PANDEMIA: “AINDA NÃO VIMOS O PIOR”

  O bilionário sustenta que a COVID-19 continua sendo uma ameaça para a sociedade e que a situação pode se agravar O fundador da empresa Mic...