quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Homem é preso após confessar ter matado jovem com cadarço


A Polícia Civil de Mogi das Cruzes prendeu, na madrugada desta quarta-feira (28/10), Michel Flor da Silva, de 28 anos, que confessou ter matado a estudante Rayane Paulino Alves, de 16. O corpo dela foi encontrado no domingo (28) em Guararema (SP), com um cadarço enrolado no pescoço.
Segundo a polícia, o segurança cometeu o crime após ter oferecido uma carona para ela e estuprado a jovem. “Ele diz que encontra Rayane no terminal rodoviário de Guararema e ela estava meio cambaleando. Ele ofereceu uma água e ela não aceitou. Ofereceu a jaqueta para ela se esquentar. Ela também não aceitou. Daí nesse momento ele oferece uma carona”, disse o delegado Rubens José Ângelo.
Para os investigadores, houve estupro, mas Michel alega que a relação sexual foi consensual. No entanto, a jovem, de acordo com ele, teria surtado. “É uma versão dada pelo Michel, que é isolada. E, neste momento, Rayane teria dado um chute nele. E ele, seguidamente, aplicou um golpe mata-leão no pescoço de Rayane porque ele é lutador de artes marciais, capoeira, há mais de 12 anos, e ela desfaleceu”, explica Ângelo.
Depois, o acusado teria levado a jovem para uma área de mata, onde o corpo foi encontrado. Ali, ele disse que asfixiou a vítima usando um cadarço.
O agressor responderá à Justiça por homicídio qualificado e estupro.
Entenda

Rayane estava desaparecida desde o dia 21 após sair de uma festa em Mogi das Cruzes (SP). O corpo da adolescente foi encontrado já em estado de decomposição neste domingo (28) em Guararema (SP), sendo constatada morte por asfixia. Um cadarço enrolado no seu pescoço deu sinais de como ela teria morrido.
A jovem estava em uma festa num sítio com amigas quando sumiu, após dizer que estava esperando seu pai para voltar para casa. Porém, ninguém viu com quem ela deixou o local, e desde então teve início uma grande busca na região.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário