quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Defesa Civil confirma 99 mortos e 259 desaparecidos em Brumadinho

Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas, tenente Pedro Aihara, os corpos que estavam na superfície já foram recuperados / Foto: Mauro Pimentel / AFP
Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas, tenente Pedro Aihara, os corpos que estavam na superfície já foram recuperados - Foto: Mauro Pimentel / AFP
JC Online
Com informações do UOL

Na tarde desta quarta-feira (30), a Defesa Civil de Minas Gerais atualizou os números da tragédia de Brumadinho, onde rompeu uma barragem da Vale na última sexta-feira (25). São 99 mortos e 259 desaparecidos até o momento. É o sexto dia de buscas na região do desastre.
Dos 99 mortos, o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte identificou 57 corpos, de acordo com a Polícia Civil mineira. Por causa do estado avançado de decomposição, os demais corpos vão passar por exames de DNA e arcada dentária para que sejam identificados.
Ainda segundo a Polícia Civil, familiares de desaparecidos foram convocados a comparecer ao IML para a coleta de material genético. Também foi pedido para que eles tragam, se possível, radiografias dos desaparecidos, principalmente odontológicas, para que sejam analisadas pelos peritos.

Equipamentos


Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas, tenente Pedro Aihara, os corpos que estavam na superfície já foram recuperados. O trabalho, agora, requer a realização de escavações. Para isso, será feita uma preparação e suporte de estruturas para suportar esse trabalho.
Ainda de acordo com Aihara, os equipamentos disponibilizados pelo Exército israelense foram muito importantes no início dos trabalhos, mas na próxima fase, alguns deles não precisarão mais ser utilizados. Os militares estrangeiros devem permanecer auxiliando nas buscas até a próxima sexta-feira (1º). Na tarde desta quarta, as buscas foram interrompidas momentaneamente na região do Córrego do Feijão. Em outras áreas, elas continuaram mesmo com a água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário