quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Homem mata ex-mulher e obriga motorista de aplicativo a carregar corpo

 

Vítima de feminicídio
Vítima de feminicídio    Reprodução / SBT

Um homem suspeito de matar por asfixia a ex-companheira em Poá, na Grande São Paulo, na madrugada dessa segunda-feira (28/12), foi preso pela polícia. A vítima, Débora Terezinha dos Reis, de 37 anos, mantinha um relacionamento com o acusado, Tiago de Medeiros Mendes, de 34, há sete anos e meio. Há cerca de um ano, a mulher decidiu romper o namoro. As informações são do SBT.

O ex-casal discutiu. Débora, então, teria sido sufocada por Tiago até a morte. A família da vítima acredita que ela tenha sido dopada antes de ser morta.

Tiago, que insistia para retomar a união, ainda tentou esconder o corpo da vítima em um matagal. "Há pouco tempo, a relação ficou conturbada. Ele não aceitava a separação, tentava voltar, mas ela não queria mais", disse Robson da Silva, irmão de Débora.

Suspeito de feminicidio
Suspeito de feminicidio    Reprodução / SBT

Depois de cometer o crime, o suspeito chamou um serviço de transporte por aplicativo e disse ao motorista que Débora estava passando mal. No entanto, ao perceber que a mulher estava morta, o motorista se recusou a fazer a corrida. Mendes sacou uma faca e obrigou o condutor a colocar a mulher dentro do carro e seguir para uma região de mata. 

O corpo da vítima foi jogado em uma zona de mata em Ribeirão Pires, na região metropolitana de São Paulo. Enquanto Tiago cobria o corpo da mulher, o motorista de aplicativo conseguiu fugir e chamar a polícia.

O confessou a ação e foi preso em flagrante. Ele deve responder por feminicídio, ocultação de cadáver e constrangimento, já que coagiu o motorista.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trágico acidente tira a vida de Nogueirinha na estrada de Tabira (PE-320) na tarde deste sábado.

  O iguaraciense José Nogueira Filho, conhecido por Nogueirinha, perdeu a vida em um trágico acidente na PE-320 que liga Afogados da Ingazei...