sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

2022 pode marcar ‘o fim da fase aguda da pandemia’, diz OMS


 O diretor geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou nesta quinta-feira, 30, sobre a importância da prevenção diante da “dupla ameaça das variantes Delta e Ômicron” do coronavírus e que 2022 pode marcar “o fim da fase aguda da pandemia” da covid-19.

Na mesma entrevista coletiva, o diretor de Emergências Sanitárias da entidade, Mike Ryan, disse que, o futuro próximo “é difícil que o vírus seja completamente eliminado, mas possivelmente o nível de sua transmissão ficará mais baixo, causando surtos ocasionais em populações não vacinadas”.

“Vamos acreditar que esse será o final, mas certamente ainda não chegamos lá e restam obstáculos que esperamos superar alcançando a igualdade na distribuição de vacinas”, disse.

Ao traçar um paralelo entre o atual coronavírus e a pandemia de gripo H1N1 de 2009, Ryan afirmou: “Esse vírus [da gripe A] segue entre nós, mas não provoca a morte e a destruição daquele ano porque vacinamos os mais vulneráveis”. (R7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pernambuco tem 44% da população na pobreza, maior índice em 10 anos

  Levantamento realizado pelo Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social mostra que 22,3% da população brasileira terminou 2021 na pobrez...